sexta-feira, 29 de junho de 2012

[Crítica] Jovens Malditos


Direção: Mickey Liddell
Ano: 2008
País: EUA
Duração: 82 minutos
Título original: The Haunting of Molly Hartley

Crítica:

Seu passado está de volta.

Sim, eu consegui chegar à nossa segunda parte da "Dobradinha do Horror #02". E, acreditem, foi muito difícil continuar depois que minha mente foi estuprada pela primeira parte, Perseguição Obsessiva. Mas, aqui estou eu, ainda são, consciente e positivo. Certo, talvez eu tenha perdido a minha positividade em algum momento, mas, não se preocupem, alguma hora eu a recupero. Mas vamos ao que interessa, que é a crítica de Jovens Malditos, que chegou direto às locadoras (run for your lives!), distribuído pela Califórnia Filmes.

A história gira em torno de Molly (como aponta o título original), uma menina que acaba de se mudar para uma nova cidade, para tentar apagar as memórias ruins de seu passado. Acontece que ela carrega consigo, o fato de que sua mãe tentara matá-la e que escuta vozes, que ninguém mais ouve. Com a chegada de seu aniversário de 18 anos, coisas estranhas começam a acontecer e Molly, investigando, começa a achar que tem algo de errado com ela e que algo terrivelmente diabólico irá acontecer assim que ela faça aniversário. E, sabendo deste fato, existe pessoas que não medirão esforços para que a garota não complete mais nem um dia...

 Olhando para o trailer, a história que cheira à "cobrança de pacto" e os atores conhecidos, vocês podem até pensar que este é um daqueles raros exemplos de um bom filme que passa despercebido direto para as prateleiras de sua locadora. Acontece que, apesar de ter uma embalagem bonitinha e apresentável, o presente ainda é uma droga. Sério, gente! Foi muito decepcionante, porque este filme não é apenas ruim, ele é péssimo! E, quando isso acontece, além de ficar frustrado - uma vez que ele parecia bem legal -, eu venho para o blog, para carregar todo o meu ódio contra a produção. Acalma mais do que yoga! Just saying...

O começo até que parece promissor. Não deixa de ser óbvio e clichê, mas dá a sensação de que não será uma perda de tempo total. É, de longe, o melhor momento do filme e não entendo porque usaram a atriz Jessica Lowndes (Autópsia, Altitude) apenas como vítima de prólogo. Talvez ela tenha previsto que o filme seria uma porcaria e só estava fazendo uma ponta como um favor para um amigo, porque esta é a única explicação que me vem a cabeça. Bem, mas voltando ao assunto, o fato é que o prólogo entrega todo o enredo do filme. Não precisa ser muito inteligente para saber que os pais da garota fizeram um pacto e, quando ela completar 18 anos, o capeta (ou sei lá quem!) virá cobrar a dívida.

Como eu já disse anteriormente, não é original, mas é interessante. O problema é que há aquela passagem de tempo manjada do roteiro, iniciando a mesma história com outra personagem. É aí que começamos a acompanhar a Molly, protagonista do filme. Mas, eu até agora não consigo entender porque o roteiro fica fazendo suspense idiota, como se houvesse muitas coisas ocultas na história, se, na verdade, não há mais nada para saber. Acontece exatamente o que esperamos desde o começo, sem qualquer tipo de reviravolta. E não espere por mortes ou qualquer outra coisa do tipo, porque simplesmente não há.

O filme é quase um drama da protagonista, cuja mãe tentou matar. Mas também, ela é tão chata que até eu teria essa vontade pessoalmente. E, mesmo o filme estando uma porcaria, aguardei pelo terceiro ato, porque pensei que teríamos uma conclusão bombante. Sim, caros leitores, cara na poeira. Tudo acontece da forma mais idiota possível. Expectativa: Demônio possuindo a garota e trazendo o inferno na Terra, com direito a muito sangue e corpos. Realidade: Dust in the wind... ♪. Enfim, passem longe desta porcaria!


Trailer Legendado:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
7 Comentários

Comentário(s)

7 comentários:

  1. Eu vi o banner da franquia American Pie e queria sugerir que vcs fizessem a critica do Projeto X, que é parecido só que mais legal.

    ResponderExcluir
  2. Filme é uma porcaria mesmo... decepcionante...

    ResponderExcluir
  3. Filme é uma porcaria mesmo... decepcionante...

    ResponderExcluir
  4. Assisti esse filme antes que você Nefferson(geralmente é o contrário),e concordo com a sua crítica,e só ocorrem duas mortes mais nada sangrento,tbm esperava que o filme fosse bom e acabei perdendo o meu tempo.

    ResponderExcluir
  5. EU NAO ENTENDI O FINAL ALGUEM PODE ME EXPLICAR? ELA SE MATOU E ENTAO ESTAVA NAMORANDO E SE FORMANDO? QUEM ERAM AQUELAS PESSOAS NO ANIVERSARIO O QUE ACONTECEU DEPOIS?? O PACTO ERA ELA SER FELIZ NORMALMENTE DEPOIS DE COMPLETAR 18 ANOS? AQUELA DOUTORA ERA UM CAPETA??

    ResponderExcluir
  6. O segundo filme lançará em 2015, ela estará na sua fase adulta, ai sim que ela será possuída pelo demônio !!!

    Leia mais em: http://terrorama.net/noticias/comeca-a-producao-de-jovens-malditos-2-com-diretor-de-doce-vinganca/#axzz3Lb0JvJyo

    ResponderExcluir