domingo, 3 de junho de 2012

[Crítica] Awake - 1x11: Say Hello To My Little Friend


COMO A FILHA DA PUTA DO CARALHO (EU SEI QUE NEM DEU PRA ENTENDER O QUE ESTÁ ESCRITO) DA NBC PODE CANCELAR ALGO TÃO PERFEITO?!
Review:
(Spoilers Abaixo)
Depois desse episódio, eu só pude chegar a uma conclusão: OS DIRETORES DA NBC TEM ALGUM PROBLEMAS MENTAL! E sabem o que é ainda pior? Eu aposto que se daqui algum tempo tentarem fazer alguma coisa parecida, a emissora simplesmente “barra”, acusando de plágio e essas coisas todas, isso me revolta demais. É simplesmente inaceitável isso, eu não consigo me conformar. Sei que a série estava fadada ao cancelamento desde seu piloto, mas mesmo sim, com a crescente qualidade, eu criei esperanças de que isso não acontecesse. Agora estamos com dois episódios faltando pra finale precoce e temos nada mais nada menos que o melhor episódio da série!
Eu nunca pensei que desse pra sentir todos os sentimentos possíveis vendo um episódio de série, mas Awake consegue essa façanha, logo eu que me gabo de ser pouco sentimental. Ou seja, o episódio foi tão magnifico que conseguiu me emocionar, me irritar, e diversas outras coisas. Sinceramente? A série entrou pra minha pasta de maratonas, junto com "Veronica Mars","Are You Affraid Of The Dark?" - se alguém lembra dessa série compartilha - e "Bones".
Eu já gostava de Jason Isaacs pela excelente atuação como Lúcio Malfoy na franquia Harry Potter – se é que alguém não sabe disso – mas nesse episódio, eu juro que atuação dele estava tão incrível, que eu estava sentindo os sentimentos de Michael: o desespero dele ao perceber que não conseguia voltar pra realidade, a tristeza ao concluir e aceitar que Rex estava morto, a raiva descobrindo que tinham tentado assassiná-lo e acabaram matando seu filho/esposa. Sério, estou fazendo um apelo para eventuais produtores que vierem a ler essa crítica: contratem esse ator! Obrigado.
Tantas coisas merecem destaque nesse episódio que eu nem sei por onde começar, mas uma delas com certeza é a música que escolheram pro momento do acidente, “Bohemian Raphsody” do Queen, cantada por Hannah e Rex e mais cantada convenhamos. Pela primeira vez, eu vi essa música sendo usada nesse clima de tensão e suspense, condizente com a letra dela. Nem preciso dizer que achei perfeito, né? Ficou muito boa com o contexto, eu confesso que nunca tinha lido a tradução da música  e fui ver só por causa do episódio, fiquei bem...impressionado com o que vi. Awake soube escolher a música certa, tocada pela banda certa.
Nesse episódio, Michael se viu sem conseguir voltar,Isso aconteceu porque ele tinha que se lembrar do acidente, assim descobrindo que o “acidente” foi causado por anão ou um cara baixinho. Achei muito divertida a imaginação de Michael ter virado esse anão/cara baixinho. Eu ri bastante, a imaginação do protagonista era um tanto quanto fértil, e admito que era um pouco arrepiante também. O episódio foi praticamente narrado por Michael e Lee, desde do começo vemos que tem algo de errado. Muito bom ver que os diálogos dos psicólogos voltaram com tudo. Como eu já falei antes, os acontecimentos da série não abrem brecha pra saber qual realidade é real ou não. Ficamos totalmente às escuras, e os diálogos com os terapeutas só me confundem mais e mais.

Em paralelo a essa busca de Michael pelas lembranças, vemos o plot de Emma grávida – isso, claro, na realidade vermelha – se desenrolando. De quantos meses essa garota está? 7? 8? Aposto que esse bebê vai nascer na finale e aposto que vão chamar de “Rex”. #PrevisõesDeMãeJahel. Como Emma estava sofrendo sem contato com o pai, Hannah meio que obriga o protagonista a conversar com o pai da garota. No final essa conversa termina em pizza, ou melhor, termina num acidente automobilístico – como estou falando bem hoje, não? Acidente que acabou causando no seu afastamento do seu cargo policial, Harper quase soltou fogos, hein?
Fechando o episódio perfeitamente, vemos Michael criando uma espécie de arquivo sobre o policial anão – aliás, ele é anão mesmo ou é só muito baixinho? – que foi o responsável pelo acidente de sua família. Amei, 
ansiosíssimo
 super ansioso pra ver o final da série. Depois desse episódio, não tem como a finale ser nada menos que ÉPICA! Eu tenho tantas teorias e vocês?

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Assisti a finale faz tempo, e ela é perfeita! É como um final pra série, e sinceramente, não via possibilidades pra season 2!
    "Sei que a série estava fadada ao cancelamento desde seu piloto, mas mesmo sim, com a crescente qualidade..." Discordo completamente! A série não estava crescendo em qualidade, ela estava numa montanha russa, com altos e baixos, teve episódios excelentes, e episódios dispensáveis.
    Dentre os excelentes: 01, 02, 03, 05, 06, 11, 12, 13
    Dispensáveis: 04, 07, 08, 09, 10
    Sei que você ama imensamente Awake, mas essa é minha opinião e não vou conseguir mudar, se bem que os três últimos episódios me convenceram a não excluir a série do PC

    ResponderExcluir
  2. O problema não é mental, é dinheiro. A série não deu audiência. SIMPLES ASSIM!

    ResponderExcluir