sexta-feira, 4 de maio de 2012

[Crítica] Touch - 1x06: Lost And Found


Esse episódio definitivamente me "tocou"...
Review:
(Spoilers Abaixo)
A língua é realmente o chicote do homem, né? Parece que foi só eu falar que alguma coisa em Touch estava me incomodando, que fazem o melhor episódio da série até agora. O pior que não sei nem dizer porque gostei. Talvez tenha sido o fato de Clea ter feito algo mais que ficar falando frases feitas, ou talvez tenha sido pelo fato de descobrirmos quem supostamente está no quarto n°6. Talvez tenha sido o fato do Arthur ter mostrado que pode existir uma conspiração oculta na série, ou o fato de Jake não ter invadido nenhuma casa com tamanha facilidade. Acho que foi por tudo isso. Nossa, acabei resumindo o episódio em um parágrafo.
Gostei da série não ter enrolado com esses “suspenses”, e os roteiristas foram espertos em escolher como e o que responder. Afinal, várias perguntas ainda ficaram, inclusive (apesar do que tudo indica) se é mesmo a Amelia que está no quarto 6 ou se tudo não passou de uma alucinação de Arthur. Aliás, tivemos um grande cliffhanger envolvendo o personagem: a sua possível morte. Eu não acredito que ele vá morrer, mas quem sabe o que temos na mente de Tim Kring? Seria uma reviravolta daquelas.
Parece que Clea, finalmente, vai ajudar mais Martin. Uma vez que a “situação da semana” envolveu sua própria mãe, que é esquizofrênica. A personagem inclusive conseguiu em comover em várias cenas. Coisa que é difícil porque sou tão sensível quanto um pepino. Sinceramente, não consigo nem me imaginar na situação da personagem, deve ser fácil apontar o dedo pra ela e julgar o fato de ter (tecnicamente) abandonado sua a mãe. Mas tentem ver a perspectiva da personagem: deixar de “viver sua vida” para cuidar eternamente da mãe esquizofrênica que não quer ajuda? Deve ser muito… complicado. Tô doido pra ver como a série tratará esse assunto.
Outra coisa boa desse episódio é que Jake aparentemente aprendeu algumas expressões faciais novas. Será que só eu acho que o personagem dele seria mais legal se falasse? Eu sempre tenho um momento de reflexão com os pensamentos dele, no começo e no final do episódio. Sem contar que sempre guardo as informações numéricas que ele dá. Nunca se sabe quando as informações podem ser úteis here in the real world.
Falando sobre ele, graças a Arthur descobrimos que os números que Jake deu nesses 6 episódios formavam uma ordem chamada “Sequência de Amélia”, e no final o garoto adicionou mais um número pra essa sequência, adivinhem qual? Acertou quem disse “6″. Coincidência com o número do episódio? Acho que não. Porque como sabemos a palavra “coincidência” não existe em Touch.
A trama paralela dessa semana não foi tão interessante, mas eu amei a maneira como no final ela se conectou com a trama central. Aquela parte que o cara que sobreviveu ao acidente do avião (ele ter sobrevivido foi muito forçado, mas essa é a ideia da série) impede a morte da mãe de Clea, foi muito linda. Eu fiquei muito em choque quando Clea diz “Obrigada, você acaba de salvar a vida da minha mãe” e ele responde “Sério?! Eu salvei?” com tanta alegrias, e segundos depois morre. Eu sempre falo que torço pra série não ter sempre um final feliz, mas quando tem um final trágico eu sempre fico emocionado. Pontos pra série.
Achei o episódio realmente ótimo, fiquei ansioso e curioso pra assistir os próximos. Ainda bem, porque eu já estava com os dois pés meio atrás com a série. Então parece que fazem um especialmente para me agradar. Espero que a série siga o exemplo de Grimm e continue melhorando.
P.S.
Desculpem a demora com as críticas de Touch, mas é que acabei acumulando os episódios da série e virou uma bola de neve. Ou melhor de fogo.

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Ah, eu tbm amei o episódio. asuahsuhas
    Eu fiquei de boca aberta naquele final quando as "mães" veem quem seria o doador de sêmen, e é o carinha do avião, eu fiquei tipo :O. Pena que ela nao sabe que ele morreu, se fudeu, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, mentira, eu fiquei com do!
    E eu não tinha me tocado do 6 que é o numero do episódio, lerdeza a mil .-.'

    ResponderExcluir
  2. Yiow,eu tinha esquecido de comentar desse plot das lésbicas o.O

    ResponderExcluir