segunda-feira, 21 de maio de 2012

[Crítica] Glee - 3x20: Props


"My name is Tina Cohen Chang."
"Aham, senta lá Cláudia."

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Antes de começar deixa eu explicar o que acontece: os dois episódios exibidos de Glee foram tão excelentes e renderam tanta coisa pra falar que fazer uma review dupla não era viável nem pra mim nem pra vocês.

Depois de, praticamente, três temporadas Titio Ryan decidiu dar algum destaque pra coreana - não, ela não é chinesa - do New Directions, episódio mais do que merecido, afinal teve personagens recorrentes que chegam a ter mais trama que ela (cof Sebastian cof Becky cof Jesse). Confesso pra vocês que não estava botando muita fé nesse episódio não, e levei uma sambada legal na cara. Titio Ryan mostrou que saber ler o que está escrito na Internet. Ou vai dizer que vocês nunca leram aquelas frases do narrador no começo em vários blogs.

"O Clube Glee ignorou Tina todo esse ano. Bem, ela foi ignorada ano passado também. Na verdade Tina tem sido ignorada todo esse tempo e ela está no clube desde o começo. No seu primeiro solo ela disse que era ruim e forçou a darem o solo à Rachel. Agora em cada solo Tina é vaiada ou chora incontrolavelmente. Ninguém notou que ela mudou do estilo punk, para o gótico, para dançarina e para Londres anos 60. Mandou Mike para faculdade e nem um obrigado recebeu. Nem sabe o nome dela..."

Desculpem reproduzir toda essa fala, mas essa é exatamente minha opinião. E convenhamos que tudo isso que foi dito é verdade. Tina Chupa Chang está desde sempre no New Directions, como ela mesmo lembrou, ela é uma das originais. Cada vez que personagens novos apareciam e entravam no clube, mais e mais deixada de lado ela ficava. Ela começou a inclusive a se tornar um dos maiores exemplos de personagem samambaia.

Foi bom ver ela, finalmente, se rebelando. O fato da Rachel ser, realmente a melhor cantora do grupo - apesar de eu achar a Santana melhor - não significa que ela tem que estar sempre com os holofotes voltados pra ela, literalmente falando. Achei bem válido o jeito que não transformaram a Rachel na egoísta como sempre fazem. O episódio deixou bem claro que tudo que ela conquista ela faz por merecer. E Tina pôde sentir na pele tudo que a Rachel passa. Graças mais engraçada e no sense sequência que Titio Ryan fez em toda série.

Tina está MANDANDO SMS - é impressão minha ou a série quer traumatizar adolescentes que ficam mandando SMS o dia todo (igual eu)????? - e cai dentro de uma fonte, nisso bate a cabeça, e começa a ter um sonho/alucinação. E nesse sonho, ela é a Rachel. Na verdade nesse sonho dela todos tiveram seus corpos e personalidades trocadas. E foram as trocas mais divertidas possível. Todos conseguiram se sair excelente no papel do outro, destaco a mudança Artie-Santana e Quinn-Sugar. Sério, os atores conseguiram pegar as minimas características dos outros. Eu ri MUITO, MUITO MESMO. Foi hilário.

Acho que esse episódio foi feito justamente pra Rachel passar a coroa simbólica de vocal feminino principal do clube pra Tina. Não pensei que elas duas juntas tivessem uma química tão boa. Amei as duas juntas, e o dueto Changerry (Rachel+Tina) ficou excelente também. A Tina não faz feio.

Em paralelo a tudo isso, temos a continuidade dos plots da Bestie e do Puck. A primeira finalmente decidiu deixar o marido abusivo. Já o segundo explodiu depois de finalmente perceber que iria repetir. Os dois foram ótimos juntos, dando suporte um ao outro, eu cheguei a pensar que sairia alguma coisa a mais ali. Daí lembrei que o Puck é menor, ou seja, seria pedofilia.

O episódio termina com What A Feeling, e foi exatamente como me senti depois de assistir. E pra acabar de vez, eu vou plagiar a frase final do episódio na cara dura!

Let's Go To Nationals!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
6 Comentários

Comentário(s)

6 comentários:

  1. A Quinn de Sugar foi o mais hilario do episodios, ri muito com ela.

    ResponderExcluir
  2. Se já teve até capitulo sobre o Sam, a Tina já deveria ter o dela a tempos, afinal, ela vai continuar na escola ano que vem.

    ResponderExcluir
  3. Ricardo, cadê a review de New Girl?Não vai fazer?

    ResponderExcluir
  4. Ricardo te encontro nos comentarios do Blog Natv e como disse lá foi demais esse eps. Vc mesmo disse e é verdade Ryan nos lê e o inicio como vc postou é sim o que nos pensamos. Tina merece mais destaque, sempre e sempre. Tem voz linda e talento. Ri litros nesse eps.
    O eps. Nacionais foi demais...

    ResponderExcluir
  5. Tina participa até mais que o carinha do piano

    ResponderExcluir
  6. Quando você vai postar as criticas dos os ultimos episodios?

    ResponderExcluir