Especial

Foto:

[Crítica] O Segredo da Cabana


Direção: Drew Goddard
Ano: 2011
País: EUA
Duração: 95 Minutos
Título original: The Cabin in the Woods

» Inicialmente intitulado A Cabana na Floresta, o filme trocou de distribuidora, passando da Fox para a Universal. Consequentemente, decidiram trocar o título, tornando-o O Segredo da Cabana. No Brasil, será lançado nos cinemas, em Novembro de 2012.

Crítica:

Você pensa que conhece a história.

Quando estiver escuro e deserto no meio da floresta, vá dar uma volta. Quando ouvir um barulho no escuro lá fora, vá ver do que se trata. Quando um velho estranho disser que você está condenado se ir a algum lugar, vá de qualquer jeito. É exatamente o que você precisa fazer pra se tornar parte de um massacre adolescente onde você só tem chances de sobreviver se for uma mulher pura e casta. São as regras, não podemos mudá-las, a não ser que as vítimas estejam cientes disso.

O Segredo da Cabana é, basicamente, um filme paródia que satiriza o subgênero mais clichê do terror, utilizado em zilhões de filmes, sempre com as mesmas regras. Cinco amigos decidem passar um fim de semana numa cabana isolada da cidade pra muita farra, sexo e bebidas, mas não sabiam que naquele lugar, havia regras a serem cumpridas, e cada um estava encarregado de fazer um papel diferente naquele jogo doentio.

Aquela velha sensação de que um filme simplesmente pode ser capaz de destruir nossas vidas. Estou sem palavras com tanta ruindade e tanta decepção, nunca vi roteiro mais sem noção na minha vida. Estou me perguntando até agora que raios de filme foi esse, me sinto em coma, mas do tipo induzido, porque fui eu mesmo quem deu o play. E só Deus sabe o quanto me arrependo.

Acham que é exagero né? Acham que estou falando besteira porque a nota no IMDB não é tão ruim né? Mas estão enganados. O filme é uma porcaria, do começo ao fim. Quem foi o infeliz que aprovou esse roteiro sem noção? Tanta gente com talento por aí que não tem a chance de fazer das suas histórias um filme e lançam uma bomba dessas. Porque nada faz sentido, desde a abertura ridícula até o desfecho vergonhoso. Juro que tive taquicardia quando começaram a explicar o porquê de tudo. O terceiro ato foi praticamente um desenho animado, uma fuga de Pokémons e uma batalha final que mais parecia briga de aposentadas após o jogo de damas.

O pior foi ver personagens tão legais fazendo parte dessa história. Sabe, eles começaram muito bem, eram simpáticos, deu pra gostar de todos, até do drogado inútil que nesses filmes sempre morrem rápido e não têm o mínimo carisma. Também não achei as atuações ruins, muito pelo contrário, eles se superaram. Porque se eu tivesse que fazer cenas como aquelas eu iria morrer de rir. Disseram que o filme era o Big Brother do terror, mas eu prefiro assistir aquela palhaçada da globo. A sátira foi cretina, e não conseguiu convencer. O filme Pânico começou como uma “brincadeira” sobre os clichês do terror e também, se baseou nessas pequenas regras, mas fez um ótimo trabalho que O Segredo da Cabana nem chegou perto.

Agora, entender o filme, eu consegui. Era praticamente os bastidores de um slasher, mostrando pessoas manipulando os personagens. Nunca se perguntaram porque a loira burra desce as escadas no escuro pra checar o barulho estranho? Pois é, no filme, apenas uma sequencia de botões fazia com que os personagens cometessem essas burrices, como nos filmes de terror. E realmente, tem filmes em que os personagens são tão burros que parecem estar sendo controlados por uma força maior. Eles até tiveram que mudar, uma garota pintou o cabelo pra ser a vadia loira, o inteligente teve que virar o atleta namorado da vadia que só pensa em sexo e comete bullying contra quem não tem abdome definido como ele. Enfim, tudo pra seguir as regras. Uma ideia que seria genial, se não tivesse virado filme, né?

Agora, vendo pelo lado “dorgas” da coisa, aí sim, alguém pode gostar. Eu particularmente estou cansado de slashers que não são sérios, achei que seria bem melhor. Mas enfim, isso vai de cada um. Eu não recomendo, porque não gosto dessas loucuras e não sou nenhum usuário de crack pra gostar dessa viagem. Na verdade, vamos apenas dizer que eu odiei o filme e que nunca verei novamente.

Trailer Legendado:

Comentário(s)
31 Comentário(s)

31 comentários:

  1. Nossa, achei que o filme seria o máximo, tanta gente falou bem dele lá fora.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, vou assistir por quue tem aprovação de 90% no rotten tomatoes, que é muito boa.
    E aonde voce baixou o filme? Nos sites onde faço download só tem em TS ainda!

    ResponderExcluir
  3. Não achei isso, achei o filme super legal, o roteiro é original,o que já é uma coisa boa, o efeitos especiais são bons, tudo é bom, começando pela abertura que eu achei original e criativa,até o final, embora não seja lá dos melhores eu gostei do filme,superou minhas expectativas nota 10

    ResponderExcluir
  4. João te odeio por ter estragado uma expectativa mais do que grande de ver esse filme. Você assistiu em um release TS ou já saiu outro?

    ResponderExcluir
  5. Jão assino em baixo dessa critica, o filme é uma péssimo, do começo ao fim.

    ResponderExcluir
  6. Assisti em péssima qualidade, sou muito pilantra com esse lance de CamRip, baixo mesmo tô nem vendo HSUHSUHSAUHS'

    ResponderExcluir
  7. vanessa vasconcelos reznor16 de maio de 2012 19:58

    cara,tbm achei esse filme decepçionante,engraçado que todo mundo tá falando bem desse troço,vai entender né?

    ResponderExcluir
  8. tem como voce criticar o filme killer moutanin

    ResponderExcluir
  9. Eu assiti,e afirmo foi a pior cooisa q já fiz em toda minha assitir um lixo desse do começo ao fim!
    Mas como dizem gosto não se discute,com certeza algumas(poucas)pessoas irão gostar...

    ResponderExcluir
  10. Que filme é esse ein, 90% dele é só besteira, o final eu gostei mais passar o filme todo odiando e só o final prestar é FODA!!!
    nota 0,5

    ResponderExcluir
  11. Eu adorei o filme. Os personagens são realmente interessantes e a historia é muito original. Não entendi muito bem o que vc ñ gostou mais td bem, cada um tem sua opinião. Eu acho que funcionou bem como uma homenagem aos filmes de terror, na cena em que eles estão apostando podemos ver um quadro atrás com os nomes dos monstros, e se vc perceber tem múltiplas referencias a clássicos, como "O Iluminado" "The Evil Dead" "IT" entre muitos outros. O roteiro funcionou bem, em momento algum entendemos o que de fato está ocorrendo até o momento final, que é uma surpresa. Acho que é ai que está a graça do filme. Depois de tantos anos com filmes genéricos e clichês tava na hora de aparecer algo original e criativo. O lance dos bastidores de um filme de terror foi genial, nunca tinha visto nada parecido. Uma pena mesmo vc ñ ter gostado. Gostei dessa critica http://www.criticasdefilmes.com.br/the-cabin-in-the-woods/ se puder leia, talvez veja o filme com outros olhos.

    ResponderExcluir
  12. Meu Deus todo falando bem do filme? Puta que pariu eu e o escritor do artigo somos os únicos não retardados mentais daqui? Na falta de originalidade façam filmes "reboot" de alguma coisa!

    ResponderExcluir
  13. Chamar um texto onde nada é analisado, apenas opiniões próprias vomitadas cheias de xingamentos, é uma vergonha, viu. E não, não tô defendendo o filme, já que nem o vi ainda.

    ResponderExcluir
  14. Um dos piores filmes que já vi. A nota alta no IMDB é muito estranha. É um pastelão ao estilo Robert Rodriguez

    ResponderExcluir
  15. Muito "mente limitada" essa sua crítica João! Você simplesmente não entendeu a proposta do filme!Uma coisa é certa, The Cabin in the Woods é banhado de cenas clichés de filmes de terror, repleto de referências e ainda assim, consegue ser um dos filmes mais originais e imprevisíveis que já surgiu nesse gênero nos últimos tempos! E isso é um ponto fortíssimo!Já que o gênero anda cada vez mais sofrível e já não temos algo original à muito tempo, por mais que essa obra seja viajada demais. "Há, não é daqueles filmes que você vai ficar com medo" e aí eu pergunto: e qual é o filme hoje em dia que causa realmente medo, por mais violento e obscuro que seja? A questão aqui é deixar a brisa da loucura subir e se divertir pacas!E digo mais: só de ter uma cabana alá Evil Dead, o filme já vale uma boa nota!! E esse é um tipo de cartaz que eu gostaria de ter no meu quarto. Talvez se The Cabin in the Woods tivesse sido feito à dez anos atrás, com certeza seria um Cult movie! Enfim, que se fôda se o filme não faz sentido ou seja maluco.O filme é uma grande homenagem aos filmes de terror e se sai perfeitamente bem como um entretenimento dos bons. Desligue sua mente, se divirta e seja feliz!

    ResponderExcluir
  16. Você tem todo o direito de não ter gostado do filme, mas que lê uma crítica de alguma coisa(eu pelo menos sou assim) espera uma análise fundamentada e não um monte de mimimi.
    O filme foi escrito por dois dos mais talentosos escritores de Hollywood, atualmente, Drew Goddard e Joss Whedon( dá uma pesquisada para você quem é).
    O filme é sátira (uma das únicas que você acertou no texto) e uma homenagem ao gênero de terror, feita com muita inteligência e que com homenageia desde desenhos, como: scooby doo, filmes como O iluminado, hellraiser,e muitos outros e o grande escritor de Terror HP Lovecraft.

    ResponderExcluir
  17. Esse é com toda a certeza um dos melhores filmes do genero já lançado em muitos anos. Um filme que mostra um ponto de vista inédito ate então de forma que nos surpreende e emociona demais aos grandes fãs do genero Terror.
    Enfim, esse filme simplesmente já nasceu CLÁSSICO e sera lembrando por muito tempo pela qualidade que apresentou.

    Pessoalmente acho que a critica aqui devia ter sido feita por outra pessoa, mas gosto é gosto...

    ResponderExcluir
  18. Eu gostei desse filme, ele não deve ser levado à sério. Como tudo indica, é um sátira. Achei ele interessante, e tinha cenas realmente tensas. Uma coisa que ele fez bem foi intercalar a comédia com o clima tenso e sem contar que houveram umas reviravoltas bem interessantes.
    Só não gostei do final!

    ResponderExcluir
  19. Praticamente tudo no filme é uma crítica aos filmes de terror. Entenda como se os deuses antigos fossemos nós (a platéia), o centro tecnológico lá dos caras representando o diretor/escritor, e os personagens da cabana representando o próprio gênero de terror. Percebam que assim o filme fará muito sentido nas suas frases e declarações, que sempre são metáforas para falar dos filme de terror em geral.

    E o filme é recheado de clichês, está tudo lá propositalmente. O mais clássico eles mesmo falam: os filmes podem até ter mais personagens, mas NECESSARIAMENTE precisam ter 5 tipos clássicos: a vagabunda, o atleta, o cara inteligente, o bobo, e a virgem. E esses são os personagens de 90% dos filmes de terror americanos.

    Depois a critica vai além, quando leva os personagens para alguma cabana ou lugar abandonado (sendo que antes de chegarem lá, são avisados por um cara estranho, o qual ignoram - mais um clássico clichê de filmes de terror), onde fazem algo errado e acordam um mal aleatório (que pode ser qualquer um daquela salada de monstros que são mostrados, todos tirados de histórias já conhecidas de terror). Tudo é tão clichê e esperado, que até enjoa.

    E aí chegamos na cabana, onde eles devem sofrer e morrer para que os deuses antigos fiquem satisfeitos, para que nós fiquemos satisfeitos. Inclusive a cena do peitinho da vagabunda faz sentido agora, não? "Temos que deixar os clientes satisfeitos". Se o filme não tiver esses clássicos, "os deuses antigos" vão se irritar, eles não irão gostar. "A virgem pode até sair viva, é opcional", dizem os personagens da agencia no filme. Também outro clichê.

    Isso sem falar na clara referencia aos filmes de terror japoneses, que desde 1998 (mais uma data citada no filme, que inclusive coincide com o lançamento de Ringu) começaram a tomar força e ditar uma certa tendencia diferenciada nos filmes de terror. Aliás, estes filmes japoneses sempre acabam sendo sobre espíritos que foram "mal-entendidos" em vida e voltam para atazanar as pessoas (geralmente são adultos). Tanto é que é por isso que o diretor do terror americano ali fica * com o final do filme japonês na TV, primeiro porque estão usando crianças ao invés de adultos, e segundo que nenhuma delas foi morta, então o filme foi um fracasso ("fail", como cita no filme), os deuses antigos (a audiência) não irão querer isso.

    Aliás, também mostra a diferença entre a clássica resolução dos filmes americanos e japoneses, em que nos filmes orientais o protagonista sempre busca "deixar o espirito em paz", é mais um final respeitoso e pacífico; diferente do horrorshow que é o terror americano, onde a solução é sempre mais sanguinária e envolve luta, ao invés desse lado "espiritual". Mas "em cada cultura o ritual é diferente", como dizem os próprios caras da agência

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara entendi o filme até ler sua analise, acho que você que devia criar um site e escrever criticas.
      Me mostrou as coisas por um lado que não tinha notado. Ex:A parte de nós sermos os deuses.
      ótima analise do filme.

      Excluir
    2. Cara, sinceramente achei seu comentário mais bem estruturado e informativo que a própria crítica e também acho que foi muito inteligente esse filme, com tudo o que você já citou, no começo eu pensava que seria outro clichê e no final, quando tudo é meio que explicado, me mostrou que mesmo com os diversos clichês e referências de outros filmes, foi algo inédito e uma hipótese interessante.

      Excluir
    3. Cara, sinceramente achei seu comentário mais bem estruturado e informativo que a própria crítica e também acho que foi muito inteligente esse filme, com tudo o que você já citou, no começo eu pensava que seria outro clichê e no final, quando tudo é meio que explicado, me mostrou que mesmo com os diversos clichês e referências de outros filmes, foi algo inédito e uma hipótese interessante.

      Excluir
  20. Bom,eu amoo filmes de terror,mas realmente sei que esse n se trata disso,e sim de uma satira que enfatiza bem os cliches dos filmes de terror.Mas,achei que eles n aproveitaram bem essa ideia,sei la,ficou muito surreal,acabou sendo cliche,oque na realidade n deveria acontecer,ja que e um filme que tem como base fazer uma critica quanto a isso. Sinceramente,se n foi o pior filme que ja vi,chegou perto.Muito cansativo,sem emocao,sustinhos basicos ,nada alem disso.

    ResponderExcluir
  21. Melhor filme de terror desse ano.

    ResponderExcluir
  22. "O terceiro ato foi praticamente um desenho animado, uma fuga de Pokemons e uma batalha final que mais parecia briga de aposentadas após o jogo de damas."

    HAUAHAUAHAUAHAUAHAUA Concordo plenamente, eu precisei beber muito depois desse filme para conseguir digerir.

    ResponderExcluir
  23. Eu até que gostei desse filme, o final foi mesmo estranho... mas bom ou não, ele me surpreendeu... Principalmente quando os protagonistas soltam todos os monstros e eles saem atacando todo mundo!

    MarkynhOz

    ResponderExcluir
  24. Poucos captarama a mensagem. Ótimo filme. Faz homenagem a vários clássicos como Evil Dead, Sexta feira, hellraiser, o cubo, noite dos mortos vivos, o chamado, e varios outros, mas por que?
    Porque todos os filmes que assistimos eram reality shows. Tudo que vimos até hoje no cinema foi real e manipulado. Simples assim.
    Filme feito para quem curte filmes de terror. Nota 10.

    ResponderExcluir
  25. Filme extremamente patético, não acredito que esperei meses pra assistir tamanho lixo.

    ResponderExcluir
  26. Pois é, a respeito do João, autor da crítica deste filme. Gosto é que nem **! ;)

    ResponderExcluir