quinta-feira, 12 de abril de 2012

[Crítica] Smash - 1x09: Hell On Earth


Os delírios do estrelado.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Antes de mais nada, quero dizer que eu sei que escrevi a frase acima errado, ok? Não, não me deu um surto de loucura e agora eu estou escrevendo como eu quero. Só que achei que, dessa maneira, iria representar melhor o estado da Ivy durante o episódio. Até porque, temos que admitir que a menina está loka-da-pussy, completamente fora de si. E, sim, eu sei que geralmente ela está completamente louca e estressada, descontando em todo mundo, mas, nesta semana, ela até que se mostrou uma bêbada/viciada em remédios divertida. Sim, vocês leram certo. Pela primeira vez, eu gostei bastante da participação da Ivy. E, não, ela não deixou de ser uma bitch invejosa, mas, pelo menos, tirou umas férias daquele mau humor maldito.

Enfim, antes de comentar sobre o episódio em si, vamos fazer aquele balanço especial com as notícias envolvendo a série? Certo. Eu não sei se eu já disse na crítica passada, mas Smash foi oficialmente renovada pela NBC. Sim, vamos comemorar, estamos garantidos para mais um ano (engraçado que me bateu um devá jù agora, então eu provavelmente devo ter dado essa notícia na crítica passada, mas dane-se, notícia boa deve ser repetida). Marilyn deve estar sapateando no túmulo! Bem, e a segunda informação, é a respeito da audiência, que deu uma caída e ficou com 2,0 na demo. Mesmo assim, não comecem a perder a cabeça, porque este ainda é um bom número para o canal, que está colhendo as migalhas na miséria de sua programação (CW mandou 'oi').

Agora, sem mais delongas, vamos comentar o episódio, que foi muito interessante. Aconteceram tantas coisas emocionantes, que eu nem sei por onde começar. Vocês querem a parte dramática e bombante ou a friend bitch zone? Ah, eu sei que vocês querem que eu comente logo como o circo pegou fogo no bloco amantesco da Julia. O sem graça do marido dela finalmente ligou os pontos e descobriu tudo. Achei engraçado como ele pode ter descoberto tudo por causa de uma simples letra de música. Afinal, aquilo é uma música ou um diário? E já que ele é burro o suficiente para ser enganado diversas vezes pela esposa safada, me surpreendi ao ver que ele usou toda a inteligência congelada por anos, em apenas um segundo. Cuidado com pessoas burras, elas só estão poupando inteligência para reviravoltas cretinas. Estou avisando!

E todo o drama foi muito maior do que eu esperava. Se bem que o corno estava pronto para perdoar a esposa, vocês perceberam? Ele foi até o amante lançar a conversa final, mas o cretino soltou a língua e o corno descobriu que era corno por muito mais tempo do que achava. Resultado? Soquinho básico e malinha fora de casa. Achei fogo puro a cena em que ele vai saindo e a Julia e o seu filho implorando para que ele ficasse. Pelo amor de Deus, gente! Deixa o homem ir embora. Aproveita que está triste e vai no salão fazer aquela sombracelha horrorosa, que mais parece uma taturana assassina. Espero que a Julia não volte para ele e lute pelo seu grande amor, já que uma família foi pro espaço, a outra já pode ir também, certo?

E quem poderia prever que a Karen e e Ivy fariam um feat no meio de uma praça? Achei muito engraçado a Ivy fazendo o comercial toda louca da cabeça. Aquilo devia ser um esctasy compressado. E o melhor foi a Karen servindo de babá e comprando bebida. Acho que as duas ficaram ótimas juntas e espero que os roteiristas trabalhem nesta relação de ini-amizade delas. Até porque, elas tem seus dramas parecidos. Ambas trabalham no mesmo ramo e sabem como é perder aquilo pelo qual batalhou. Mesmo assim, eu acho que temos que continuar com esse veneno, "te amo, mas te odeio". Essas relações controversas são legais de acompanhar, mas têm que ser feitas, porque o resultado final pode ser desastroso. Porém, eu confio nos roteiristas de Smash.

Dentre as outras coisas que devem ser comentadas, vocês viram como o Tom está chegadinho no afro-dançarino? Eu sabia que estava sentindo um clima desde o primeiro ódio. Porém, será muito desperdício se ele largar o advogado para ficar com o dançarino. Quem concorda? E não posso deixar passar o Ellis, todo espertinho contratando uma atriz e querendo um "papel" maior por trás da produção. Meu diva do espetáculo e das bebidas boas e baratas colocou seu servo no seu devido lugar. Foi uma das melhores cenas, porque toda cena em que sambam na cara do Ellis, é digna de destaque. Vocês já perceberam que eu não gosto dele, né? Mas achei super ousado ele seduzindo o carinha lá, sabia que ele era bitch. Enfim, alguém gosta dele? Cri cri cri.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários: