terça-feira, 3 de abril de 2012

[Crítica] Once Upon A Time - 1x18: The Stable Boy


Não existem pessoas más. Existem pessoas que não têm o que querem.

Review:
(Spoilers Abaixo)

OMFG! Estou alucinado depois de assistir o episódio desta semana. O que foi isso, minha gente? É impressionante como, a cada semana, esta série vem se superando. Já tem vários episódios seguidos que é uma bomba atrás da outra e tudo está se encaixando de uma forma maravilhosa. Este não foi diferente e não deixou o nível frenético cair. Já o considero um dos melhores da temporada, porque, além de ter sido surpreendente, foi fundamental para a história em si. Malvadona odeia Snow White? Sim. Por quê? Ninguém poderia imaginar. Bem, depois desse episódio, dá para entender perfeitamente.

Todo mundo sabe que a Malvadona é a vaca cretina que todos nós adoramos odiar. Ela é safada, ela é quenga, ela é poder. Muitos não conseguem olhar para a cara dela depois do que ela fez com o Graham. Eu era um deles, apesar de manter uma simpatia secreta e um respeito silencioso pela personagem. Mas, depois de um episódio como esse, eu até fico meio desequilibrado. Eu sei que nada justifica o fato da Malvadona partir loka-da-pussy, arrancando corações de jovens apaixonados, tocando o terror em far far away e matando mais gente do que no GTA. Mas, mesmo assim, sentimos uma coisa diferente ao saber de sua sofrida história.

Uma das coisas que eu acho injusto, é o fato da Regina ter sido uma pessoa comum, com um amor verdadeiro e não ter tido chances de conseguir o seu esperado final feliz. Em engraçado como nos contos Disney, tudo se encaixa perfeitamente e todos têm seu final feliz no desfecho. Não importa que história seja, os bons vencem, os maus... Perdem. Mas nunca procuraram aprofundar os motivos dos vilões fazerem aquelas maldades, a origem de tudo. É como eu disse, "Não existem pessoas más. Existem pessoas que não têm o que querem". Regina não era má, mas seus sonhos se transformaram em pó, juntamente do coração do seu amado. Então, ela se tornou a nossa cretina, conhecida por Malvadona.

Dá para entender o lado da Snow White também, é claro. Ela era apenas uma criança, foi facilmente manipulada pela cobra naja da mãe da Regina. Mas a cena final entre as duas, onde a Regina descobre que foi a Snow quem contou sobre o seu caso amoroso do estábulo para sua mãe, foi sensacional. Vocês perceberam o jeito como ela vira o seu rosto, não conseguindo conter o tamanho da dor que estava sentindo? E, o mais surpreendente de tudo, ela vira, com aquele ar de falsidade, dizendo coisas totalmente diferentes do que estava sentindo. É a cena mais interessante de todo o episódio, porque é neste momento que vemos a transição da personagem, de Regina para Malvadona. O orgulho da mamãe!

Bem, depois de dedicar quase todos os parágrafos a Malvadona, vamos falar sobre o caso trágico da Mary Margaret. Isso me lembra que eu preciso destacar a cena dela e a Malvadona, que também é excelente. O momento em que a Mary começa a chorar desesperadamente, pedindo perdão, pelo o que quer ela tenha feito, é de partir o coração. Ainda mais quando a Malvadona diz saber que ela não fez nada, mas ela merecia apodrecer na cadeia, mesmo assim. Esse confronto entre as duas foi bem emotivo, morri de pena da Mary. Mas não odiei a Malvadona, acho que ainda estava processando o seu passado sofrido nos flashbacks.

Dentre outras coisas que merecem destaque, temos o fato da Emma ter descoberto que o repórter é um espião nojento da Malvadona. Pensei que ela não descobriria nunca, mas veio em uma ótima hora. Emma e August estão bem mais chegados, não é verdade? Mas parece que no próximo episódio, saberemos mais sobre o August. E não será nada bonito (vejam a promo!). Bem, não podemos esquecer do gancho cretino e surpreendente desta semana. Abigail está de volta, minha gente! Não é que a Ruby é muito boa em achar coisas mesmo? Achou a mulher do estacionamento e, preparem-se para ficarem chocados, ela está vivinha da silva. E aí, Emma? Como você vai conseguir explicar isso, tendo o coração da mulher nas mãos (literalmente)? Ninguém esperava por essa última magia do Rumpels... Nem a Malvadona.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
4 Comentários

Comentário(s)

4 comentários:

  1. Agora eu entendo todo esse ódio que a Regina sente pela Branca fiquei com muita pena dela,a mãe da Malvadona era muito má não deixou a pobrezinha da filha ser feliz com o Daniel,e o coitado acabou morrendo é trágico.Quando eu vi a Abigail viva quase tive um troço de tanta felicidade nem pude acreditar,agora a nossa querida Mary Margaret vai ficar livre.

    ResponderExcluir
  2. Eu achoo que deve haver mais alguma coisa por traz desse ódio que a Regina sente pela Snow, porque mesmo ela sendo má pacas, ela percebeu que a Snow não fez de propósitoo

    ResponderExcluir
  3. Impressionante como eu me indentifico com suas críticas, concordo com tudo. esse site virou meu favorito

    ResponderExcluir
  4. Eu comecei vendo essa essa serie na segunda feira e meu Deus, que viciante! Eu já adoro contos de fadas (tenho 20 anos só nos documentos) e achei sensacional o que essa série oferece. Cada episodio que passava eu ficava de boca aperta e falava "nossa, melhor episodio até agora". Só estou com um pouco de medo pra série não se arrastar muito e se perder nas historias, o que acontece com muita série por aí. a serie promete muito, mas tem que saber o que fazer com ela, né? adoro esse blog, ta nos meus favoritos! parabens!

    ResponderExcluir