sábado, 21 de abril de 2012

[Crítica] Grimm - 1x17: Love Sick


"Você é inútil agora, a porta é a serventia da casa, beijos, tchau, adeus, até mais ver, bon voyage, vá em paz, que a porta bata onde o sol não bate, boa jornada, arrivedertte, hasta la vista baby, escafeda-se, saia logo daqui!" (Mãe da Adalind)

Review:
(Spoilers Abaixo)

Eu vou chorar, estou com lágrimas de água nos olhos (O que foi? Poderiam ser lágrimas de sangue, não poderiam?). O episódio foi tão, mas tão, mas tão PERFEITO. Que não tenho um vocabulário suficientemente amplo para elogiá-lo. Eu não parava de dizer "Wait...What?", frase a qual uso muito em The Vampire Diaries. Fã(náticos) me  bombardeando em 5, 4, 3, 2...Falo mesmo. Esse episódio foi excelente, nem eu acredito que vou dizer isso mas foi bem melhor que o sétimo de Awake, me julguem. Aliás, já vou deixar um alerta de review longa, tá? Porque aconteceu muita coisa nesse episódio.

Pra começar, esse episódio é praticamente um extensão do  Island Of Dreams até o conto em que se baseiam é o mesmo. O caso da semana esteve tão ligado ao plot, que o Renard era o assassino, mas óbvio que isso não foi descoberto. A tal "chave" que Tia Marie deixou no piloto, - ou no segundo episódio - finalmente voltou (16 - ou 15 - episódios depois, mas quem se importa, não é mesmo?). No português claro, não tem como não dizer que fiquei com os olhos brilhando ao final do episódio.

Eu não vou nem me dignar a falar do caso, porque simplesmente não tem como falar sem estar falando da história. Pra vocês verem quão grande foi a ligação entre os dois. Mas antes de realmente começar a falar, alguém me explica: PORQUE RAIOS A JULIETTE DEU UM PÉ NA BUNDA DE NICK, SE ELES IAM CONTINUAR MORANDO JUNTOS?! Minhas sensibilidade se jogou do décimo andar do prédio, há uns 4 anos atrás, pra que vocês sai. Aliás, só eu estou sentindo que a Juliette tá com seus episódios contados? Eu estou prevendo a morte dela, não estou exatamente torcendo pra que aconteça, mas estou com esse feeling. É bem comum isso acontecer pra que personagens novos entrem na segunda temporada.

Agora sim, vamos ao episódio:

Começamos com um encontro duplo entre Juliette e Nick(não tinham meio que terminado?) e Hank e Devassa Mor (a.k.a. Sandy Adalind). Nick já chega todo mundo na coragem e põe Adalind contra a parede literalmente. Que evolução o protagonista sofreu, né? Antes ele era taxado como lerdo e sem personalidade, inclusive por mim. É ótimo ver o modo como o personagem agora é mais dinâmico e seguro de si. Como eu já disse, ele até decidiu tentar descobrir pra que serve aquela chave-carimbo que a Tia Marie deixou.

E essa chave-carimbo foi o grande astro do episódio todo mundo querendo aquilo, a Adalind, a mãe da Adalind, o Renard, o "primos" do Renard...Nem Mega-Sena da virada está tão cobiçada. Aliás, deu pra perceber como as relações familiares do personagens recorrentes são bem estreitas, né? O que foi o Renard matando o próprio primo? Esse personagem sempre me deixa intrigado, afinal, o que raios ele quer? E a Mãe da Adalind (odiei ela) quem ela pensa que é pra expulsar a nossa Loira Fatal de casa só porque ela virou uma reles vadia mortal?

Onde eu estava? Ah sim! O encontro duplo acabou porque os detetives receberam a ligação, e tiveram que ir pra cena do crime cometido pelo querido chefe. Quão perto Nick chegou de descobrir que o próprio chefe estava envolvido no crime, hein? Pena, que o Wu tinha que desmaiar, por ficar comendo de tudo e mais um pouco, e ter atrapalhado a investigação do Nick.

O que nos leva ao plot do Wu, não, ele não era nenhuma criatura. Ele estava comendo aquelas coisas como consequência da poção de Adalind. O que nos trouxe a Rosalee de volta - e sim, ela já foi promovida a personagem regular, vamos gritar de alegria? Espero que eu não tenho gritado só - A personagem e Monroe (o casal mais lindinho da tela do pc) ajudaram Nick a curar o Wu, e a salvar Hank.

Eu amei o número de reviravoltas que foi tendo no episódio, eu estava torcendo pra nada dar certo e Hank morrer (me julguem), me desculpem se eu não gosto do personagem. Mas ele foi salvo, e Adalind passou a ser uma reles vadia mortal. Eu amei toda aquela mitologia de que o único jeito de matar a Loira Fatal era usando o sangue do Grimm, foi simplesmente perfeito. E o melhor foi o jeito que ele fez com que ela bebesse o sangue dele: dando um beijo. Pouco esperto esse protagonista, só porque a Juliette deu um pé na bunda dele, ele acha que pode sair por aí ficando com qualquer uma.

Agora a pergunta é: Adalind continuará na série por mais um tempo, ou não? Será que teremos ela, mesmo mortal, ajudando Nick. Ou quem sabe ela em busca de poder novamente? E outra, perdendo os poderes, ela deixa de reconhecer as criaturas ou não?

Episódio perfeito, maravilhoso e tudo que há de bom. Amei as reviravoltas ao longo do episódio...Quem dera Grimm pudesse abandonar o procedural de vez, e fizesse episódios como esse sempre. Não custa sonhar, não é verdade? O importante mesmo é que estou muito satisfeito por não ter desistido da série, e vocês?

Sim, eu comecei a crítica fazendo uma referência a uma série de uma década atrás.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. Hahaha, muito boa, agora corre assistir o proximo em, e você não gritou sozinho não
    @junior_gds aqui .

    ResponderExcluir
  2. Perfeito, eu acompanhei o episódio inteiro com um sorriso no rosto. Parece que o episódio 18 é mais focado no capitão...
    E tomara que a Adalind volte *--*

    ResponderExcluir
  3. Esse episódio foi massa,concordo com vc Ricardo espero que a série continue assim,e quero Adalind de volta.


    PS:Eu gritei tbm rsrs

    ResponderExcluir