quarta-feira, 4 de abril de 2012

[Crítica] Desperate Housewives - 8x18: Any Moment


Querido, você está aqui, você é bicha e eu aceito isso!

Crítica:
(Abaixo Spoilers)

Desculpem o atraso bebês. Realmente a faculdade esta me sugando.

O episódio da semana passada foi alto. Um pouco alto, quer dizer. Tivemos novamente a presença do gay mais amado dos fãs de DH. O Andrew. O polêmico gay já foi de vilão a mocinho. De mendigo a gerente de um bom negócio. E pra voltar polêmico, trouxe uma namorada na bagagem. Sim, namorada. Mary-Beth. Estranha e sem noção. A menina quase nos fez chorar quando contou a Bree que era sozinha, e encontrar Andrew foi uma benção. Pra mim também seria, acreditem.

Bom, mas Bree como demorou tanto tempo pra aceitar que o filho era gay, agora que ele estava se casando por interesse. Novamente Bree interrompeu. Bree o salvou, diria as bees. Com isso, tudo se resolver pra Bree. Pelo menos dentro da sua casa, porque na delegacia, o detetive quer a todo custo acabar com Bree. E sério mesmo? Não entendo o porque. Não entendo mesmo o porque de tirarem a Bree pra Cristo. Porque não as outras? Ou todas juntas? Enfim.

Susan e M.J estavam irritantes. Primeiro Susan tava deixando M.J fazer tudo. Ficar acordado até tarde. Jogando video-game. Aí o menino tava tão rebelde que foi lá e tacou um grampeador na cabeça da professora. Susan então foi a defesa da sua cria. Claro, do jeito mais ignorante possível. Colocando a morte do pai em questão. Susan, a vida continua. O mundo tá girando. Tenho PAVOR de mães que agem assim quando o pai, ou alguém intimo morre. MORREU geit, foi, acabou. A vida continua. TO BE CONTINUED.

Susan depois de ver que tava fazendo merda mesmo com seu filho, pegou potes de geleia, foi la de uma lição de moral e os dois acabaram colocando pra TUDO pra fora. Espero que no 19 ela sorria. Porque aguentar Susan deprê e irritante não tá dando não.

Gaby começou a trabalhar. ALELUIA. Depois de levar porta na cara e uma humilhação da gerente de RH por causa do seu "devasto" currículo, Gaby deixou o dono de uma loja chique de boca aberta com seu jeito de efetuar compras. Nisso quando ela foi devolver as compras caras acabou tirando a sorte grande. E parece que esse emprego vai nos render boas risadas. Eva é ótima.

Lynette linda, armou para segurar o Tom. E por alguns minutos conseguiu. Fingiu que a luz foi embora, encheu a casa de velas e os dois começaram a relembrar o passado. E que passado ein. Não consigo imaginar ela longe dele mesmo, todo esse tempo. E eu também aprendi a ODIAR a Jane. Mulher idiota. Nisso, estou com Lynn para tentar reconquistar o que é seu. A teoria do "casei, então é pra sempre" também funcionará pra mim num futuro próximo. Mas aí o tanto de velas estragou tudo, Lynnete acendeu a luz e "cagou" no encontro. Tom ficou furioso. Mas só na frente dela. Isso mexeu com Tom e espero que os dois voltem. E sejam felizes. Mesmo a trancos e barrancos.

Fazendo um "balancê" geral, o episódio foi muito bom. Deu uma quebrada desde a morte do Mike e o detetive conseguiu grampear uma ligação de agradecimento de Bree a Ben. Por ele ter ajudado ela. Achei errado, achei erradíssimo. Detetive FDP. Vamos acompanhar o próximo.

E o fim se aproxima. E isso não é legal :(
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário