sábado, 31 de março de 2012

[Crítica] The Vampire Diaries - 3x18: The Murder of One


Diminuindo o elenco.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Estamos super perto da Season Finale da terceira temporada de The Vampire Diaries e, como nós já estamos acostumados, as ruas de Mystic Falls ficarão manchadas de vermelho. Quem irá dar adeus definitivo e quem irá respirar por mais uma temporada? Em uma série mortal como esta, eu até agradeço que a minha preciosa (Smigol mandou 'oi') Katherine esteja de férias em alguma ilha distante, causando horrores. Bem, para provar que não iremos conseguir respirar com os episódios finais desta temporada, tivemos um décimo oitavo matador (literalmente). E, convenhamos, já estava na hora de cortar as pontas soltas.

Meredith é esperta e nem deu as caras esta semana. Depois de quase morrer nas mãos do próprio namorado, ela tomou chá de sumiço, mas deve voltar em breve. Para falar a verdade, eu achei que ela não passaria do 1x17, então fiquei feliz que ela tenha conseguido. Mas, será que ela consegue escapar até a Season Finale? Nunca se sabe. Como sua própria intérprete disse, a vida dos novos personagens em The Vampire Diaries tem prazo de validade. Sage que o diga! Conseguiu escandalizar por três semanas, mas não retornará... Nunca mais. Posso dizer o mesmo do Finn, que desejou tanto morrer, e, finalmente, conseguiu o que queria.

Mas os roteiristas dessa série são tão cretinos, que nos fazem gostar de um personagem, até então, completamente dispensável. Tudo o que sabíamos sobre este Finn, é que ele tinha uma filosofia suicida, disposto a se sacrificar para os planos justiceiros de sua mãe. Mas, com a chegada da Sage, uma nova camada de profundidade foi dada ao personagem. E, convenhamos, amores que sobrevivem a séculos e séculos sempre são épicos. Então eu achei super bonitinho os dois se reencontrando e comemorando isso. Logo quando o vampiro original desejava viver, o team caça vampiros atacou com tudo, fazendo-o pegar fogo e virar pó (não antes de pegar fogo, é claro).

Fiquei com muita pena da Sage nesta cena, porque ela começou a chorar desesperadamente, uma vez que o seu grande amor morreu na sua frente. Quase quis que ela torturasse o Stefan, mas... Eis que chega mais uma revelação perturbadora para sacudir com nossas estruturas. Se um original morrer, toda sua linhagem vampiresca morre junto dele. Ou seja, bye Finn, bye Sage. Foram despachados juntos para o além. Mas agora temos uma questão interessantíssima: qual dos originais eles não podem matar? Qual deles mordeu a Rose, que, por sua vez, mordeu a Katherine, que mordeu os Salvatore, que morderam a Caroline? A sorte deles, é que todos foram mantidos na mesma linhagem, tirando o Tyler, é claro.

Mas eu achei essa jogada do roteiro simplesmente perfeita. Agora que os originais não estão mais ligados, era bem provável que a Rebekah logo fosse apunhalada pelos Salvatore, uma vez que ela é a mais carente dos originais, ou seja, um alvo fácil. Mas, agora eles não têm mais as estacas e eles não sabem quem podem matar sem estarem matando a si mesmos. Complicado, mas não podemos esquecer o que alter-ego assassino do Rick está disposto a fazer uni-duni-tê e cravar a estaca em algum deles. Preparem-se, originais! Vocês estão sob ataque. Ah, será que só eu fiquei com pena da Rebekah quando o Klaus a humilhou, dizendo que ela era uma carente patética? Espero que ela se torne uma personagem boa ou pelo menos o Klaus se desculpe com ela. Dentre todos os originais, a relação deles dois sempre foi a mais interessante.

Se a Rebekah morrer, tenho certeza que o Klaus irá sentir profundamente. Provavelmente, ela é a única pessoa que pode fazer o Klaus sentir alguma coisa por sua morte. E acho que os roteiristas irão usar isso nos próximos episódios para nos fazer sentir miseráveis (#SaveRebekah). Dentre as outras coisas, gostei da dinâmica entre a Caroline e o Rick. Ela sempre é uma personagem digna, com atitudes maduras. Nem parece aquela vadia dispensável da primeira temporada. Klaus sempre muito esperto, usando de manipulação para fazer com que os outros façam o que ele manda. Deu até pena da Bonnie, chorando na porta da casa do inimigo, não esperou nem entrar no carro para desabar. Eu até a entendo, afinal, ela está passando por um momento péssimo. Só está tendo perdas! Trágico!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Esse episódio só veio pra fazer os personagens sofrerem:primeiro o Damon sendo cruelmante torturado pela Bekah(apelido carinhoso)e essa cena me lembrou vagamente de Jogos Mortais,depois a pobre Sage que ficou viúva 12 horas depois de encontrar a sua eterna paixão e a cena dela chorando me partiu o coração,mais pelo menos não sofreu por muito tempo já que foi fazer companhia pro Finn e depois a Bonnie que além de ter perdido a mãe pela segunda vez teve que fazer o feitiço de desligamento na base da força e chantagem homicida me deu muita pena dela chorando desesperada daquele jeito,pelo visto o cházinho amargo da Bonnie não está surtindo efeito e o pior é que o alter ego assassino do Rick está com uma estaca de carvalho branco que não só mata um original como a sua linhagem vampiresca,era de se esperar que "ele" não perderia uma oportunidade dessas.

    Correção:A Katherine não foi transformada pela Rose.Se bem me lembro do episódio 2x09 "Katerina",ela fugiu de Klaus com a ajuda do Elijah que era apaixonado por ela e não queria que ela fosse sacrificada,depois ela apareceu na casa da Rose com a barriga cheia de sangue vampiro e se matou para se tornar vampira,e se o sangue que ela tomou não for de um dos Originais,então a Kath,Stefan,Damon e Caroline estaram a salvo.

    ResponderExcluir
  2. katherine foi transformada em vampira pela rose não se lembra rose colocou seu sangue em katherine que depois se matou

    ResponderExcluir