quinta-feira, 15 de março de 2012

[Crítica] Skins - 6x08: Liv

Às vezes, só o que precisamos é dizer adeus.

Crítica:
(Spoilers abaixo)

Liv, a garota rebelde e cheia de atitude, talvez essas duas coisas possam defini-la muito bem. Mas, além de um corte de cabelo provocante, ela coleciona solidão, fraqueza e uma quantidade de culpa alarmante, que não é nenhuma novidade para os personagens de Skins. Desde sempre, ela pareceu ser a mais sensata. Enquanto Mini esperava as pessoas adivinharem o que aquele comportamento absurdo poderia significar, Liv sempre foi de poucas palavras. A única coisa que sempre esperou dos outros foi sua amizade, e nem sempre conseguia isso.

De tantas coisas que poderiam deixar Liv num estado crítico, a morte era a única coisa que tirava sua paz. De fato, a morte de Grace foi a morte melhor explorada durante toda a série, considerando o luto. Quando Chris morreu na segunda temporada, o choque foi imenso, mas logo aquela geração se despediu e vimos pouca coisa sobre o luto. O mesmo com o Freddie, na quarta temporada. Sua morte foi apenas a coisa louca da geração e não deu em nada, tanto é que a geração se despediu sem mesmo os personagens saberem que ele tinha morrido – Com exceção de Cook, é claro -. Já Grace, morreu bem cedo, e como os dramas entre os amigos ainda não estavam resolvidos, a situação só piorou.

Um fato é que, com exceção do Alex, todos naquela série tiveram uma parcela de sofrimento pela morte da Grace. É claro que uns bem mais, como Mini, cuja reação foi inteiramente voltada pra revolta e injustiça contra aqueles que apenas queriam-na bem. No caso de Liv e Franky, durante os momentos de tristeza, tensão ou agonia, a imagem de Grace aparecia. Não, não é uma desculpa pra personagem continuar na série pelo menos até o ultimo episódio desta temporada. Na verdade, sua morte trouxe a tona vários incidentes, e é bastante normal ela reaparecer pra ressaltar o fato de que nenhum de seus amigos superou.

Talvez, o tema principal do episódio de Liv seja uma coisa que tenha significados diferentes pra cada pessoa. O tumor que ela encontrou na barriga, a falta de coragem em se tratar, todos aqueles enjoos, aquelas dores que vimos o episódio inteiro e pensamos ser realmente um câncer. Na verdade, tudo aquilo é fruto da sua imaginação. Ao meu entendimento, aquele caroço significava a dor que estava sentindo pela perda de Grace, era o que estava dentro dela e a fazia infeliz, tanto que quando ela deixou Grace finalmente partir, o caroço desapareceu. Pode não ser isso, mas é uma ótima maneira de ver a situação. vale ressaltar também que este tipo de episódio – com fatos psicológicos como Tony na segunda temporada – são sempre muito bons, faz a gente se sentir num filme em que o final surpreende mais que qualquer desenvolvimento.

Mas, não foi fácil para Liv ter que deixar a amiga ir. Foi preciso pensar demais, e encarar o que estava lhe incomodando. Por exemplo, a surra que ela deu em Mini antes de saber que ela estava grávida, pode até não ter sido reveladora, mas foi muito boa. Ela também teve que presenciar uma conversa completamente injusta entre Franky e o recém-ressuscitado Matty, o que não teve muito haver com o episódio, mas também creio que ajudou. Só sei que no fim, não apenas ela conseguiu aceitar a morte de Grace, como Rich também. Agora só falta o resto dos personagens (Lê-se Mini e Franky), porque ninguém aguenta mais a antipatia dessas duas, ainda mais agora que resolveram se juntar.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. a apunhalada é so depois da 22hs ?

    ResponderExcluir
  2. Sim, todos os capítulos das histórias são sempre depois das 22 Horas.

    ResponderExcluir
  3. nossa essa episodio foi mto bom, a liv ta sendo minha favorita nessa temp principalmente agora que a franky e a mini tão insurpotaveis, quer dizer , eu nem achei a mini tão chata nesse ep , acho que quem merecia a surra era a franky hahah as alucionações da grace são uma boa na vdd elas só são pra mostrar o ponto de vista de cada personagem de como se lembrava dela de como encara a morte dela etc... foi isso que o diretor falou, elas realmente deixam a estoria mais clara, eu tava estranhando o rich estando tão passivo nos eps anteriores, tinha que a liv chegar lá e balançar ele pra vida real, adorei o final do episodio , creio que foi por isso que não teve um enterro de vdd da grace pros personagens não superarem pra não cair a ficha.

    ResponderExcluir