sexta-feira, 2 de março de 2012

[Crítica] Skins - 6x06: Nick

Dica do dia: Quando tudo estiver ferrado, beije um homem e peça desculpas.

Crítica:
(Spoilers abaixo)

Em pleno segundo ano com o personagem, ainda posso afirmar que não vejo nada de interessante no Nick. Ele começou esta geração como o namorado troféu de Mini e aparecia tão pouco que eu nem pensei que ele teria um episódio dedicado para si. Suas histórias são vagas, e ele realmente não conseguiu passar o que o autor queria, porque nem de longe pode ser o namorado troféu pelo qual Mini até brigou com a melhor amiga.

Mas dessa vez, acho que as coisas ficaram interessantes. Ele não é mais o garoto que ficava em segundo plano na própria história, e tudo se deve ao fato dele ter se apaixonado pela namorada do irmão. O que aconteceu de repente e quando ninguém esperava acabou se tornando o tema principal de seu drama, rendendo assim um ótimo episódio pra provar de vez que esta temporada ganha de 10 a 0 da anterior.

Existe muita coisa entre Nick, Franky e Matty além da confusão no coração. Vemos um Nick totalmente diferente do da temporada anterior, apaixonado perdidamente pela Franky e tendo que enfrentar ao mesmo tempo a possível volta do seu irmão. O problema todo era porque Nick deveria ajudá-lo a voltar dando dinheiro a um bandido, mas sabia que se fizesse isso, poderia arruinar suas chances com Franky. Entre o egoísmo e o altruísmo, entre a escolha fácil e a difícil, ele sempre escolhia o amor fraternal, mesmo que isso fizesse ele achar que sua cabeça iria explodir e ele não iria aguentar.

Uma coisa que ninguém pode falar sobre Skins é que falta um toque de realismo. A série sempre mostrou pessoas comuns, com problemas comuns, e apesar do nome brasileiro ser brega, é realmente uma juventude a flor da pele. São pessoas problemáticas, jovens que procuram preencher seu vazio com drogas, sexo e festas. Suas atitudes, a pressão psicológicas, as duvidas, tudo tem em Skins, e foi exatamente o que eu vi no episódio do Nick. Todos sabem que precisam fazer o certo ao invés do errado, mas qual é o certo se qualquer coisa parece ser o fim?

Quando Franky decidiu finalmente se entregar e o retorno de Matty teve que ser adiado, eu quase não reconheci a série. Não é sempre que vemos algo dar certo, ainda mais na temporada que dá fim a uma geração, já que a série sempre termina com um roteiro opcional, onde os acontecimentos param como se fossem o fim de um episódio, mas simplesmente não continuam, deixando assim a gente imaginar o que pode ter acontecido. Como Franky vai dividir o penúltimo episódio da temporada com Mini, talvez seu laço com Nick seja quebrado, ou pelo menos, é isso o que eu imagino.

De qualquer forma, Nick não vai estar sozinho. Foi apenas eu ou vocês também perceberam como o Alex ficou depois do beijo? Ele tocou suavemente nos lábios e recebeu um olhar indecifrável de Franky, não ficaria surpreso se depois dessa o garoto criasse sentimentos dentro de si que atrapalhariam a vida de ambos. Mas pelo menos, se isso acontecesse, Alex não ficaria apagado, é uma pena que um bom personagem como ele vai ficar apenas como coadjuvante na história dos outros, já que ele já teve seus 45 minutos de fama. Quem quer o Alex na 4ª Geração?

Descontraindo...
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. KKKKKKKKK Concordei com tudo, a 6ª temporada ta bem melhor que a anterior, e quero o Alex voltando na próxima geração, personagem muito bom. Odeio o Matty, queria que ele fosse e nunca mais voltasse, mas enfim... Episódio muito bom, quero ver os próximos, e a season finale

    ResponderExcluir