quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

[Crítica] Jogos Vorazes


Direção: Gary Ross
Ano: 2012
País: EUA
Duração: 142 minutos
Título original: The Hunger Games

Crítica:

O mundo estará assistindo.

Finalmente! O filme que eu, você, minha mãe, seus parentes, nossos animais de estimação e até seres de outro mundo estavam doidos para assistir. Harry Potter? Saga Crepúsculo? Que nada, está na hora de Jogos Vorazes reinar e arrastar multidões para os cinemas. E, acredite, este filme não irá decepcionar. Nem nas bilheterias e, muito menos, na qualidade. Eta coisa linda de se ver! Estou ainda cheio de adrenalina pelo que acabei de assistir. Então peguem suas espadas, escudos ou amoras satânicas e sigam-me os bons.

A história se passa em um futuro apocalíptico, onde uma região com 12 distritos sobre com a derrota e rebeldia. Como punição, a Capitol seleciona um casal de cada região para lutarem até a morte em um jogo doentio, conhecido como Jogos Vorazes. Sem sorte, o nome de Primrose, a irmã de Katniss, é escolhido entre milhares de papéis e, temendo pela vida de sua irmã caçula, Kat assume o seu lugar no jogo. Agora, ela e Peeta terão que se unir para sobreviver a um jogo mortal, onde matar é fundamental para permanecer vivo. Que os jogos comecem!

Meu maior medo ao assistir este filme, é justamente o fato de sua classificação indicativa ser de apenas 14 anos. Como assim? Um filme sobre jovens matando uns aos outros em um realit show mortal pode ter apenas 14 de classificação? Cheirava a mais uma daquelas produções Crepúsculo, sem grande ousadia. Ainda bem que eu quebrei a cara, porque Jogos Vorazes é ágil e cumpre o que promete. Não estou dizendo que teremos diversos membros decepados em direção à tela (o que seria bem legal), mas o diretor soube manter um ritmo frenético e um clima tenso que oprime sem realmente mostrar muita coisa.

Eu não li os livros, ainda estou no começo do primeiro, mas já que consegui notar alguns detalhes diferentes. No livro, é uma menina, filha do prefeito do distrito, quem dá o broche com o pássaro para Kat. Já no filme, é dado por uma velha, onde ela troca suas caças. É um detalhe bobo, mas que deu uma diferença sutil, vendo o filme como um todo. É bem mais "poética" a versão do filme e, devo dizer, aquele maldito broche só deve dar sorte para a Kat mesmo (Prim que o diga!). Bem, só posso dizer que as críticas dos três livros irão aparecer no blog em breve, porque não irei me conter em esperar pela versão cinematográfica de Em Chamas.

Os personagens são bem legais e o elemento romântico está embutido na história. Mas, diferente dessas modinhas adolescentes, o romance só complementa o que estamos acompanhando, sendo um elemento secundário que chama a atenção. O que está sempre em destaque mesmo, é o perigo de estar em um território desconhecido e hostil, rodeado de inimigos e perigos naturais que podem te matar em apenas um segundo. E o mais triste é que dá tempo de se apegar a alguns personagens, mas sabemos que nem todos eles estarão de pé ao final dos créditos finais. Trágico!

E, claro, não posso terminar a crítica sem comentar sobre o excelente desempenho de Jennifer Lawrence, que dá vida a protagonista do longa. Essa atriz é excelente e já virou a queridinha de Hollywood. Também não é para menos, ela nos traz uma interpretação honesta, com direito a muito sofrimento, paixão e garra. É impossível não se pegar torcendo por sua personagem, já que ela vive cercada de todos perigos. Eu destaco a cena envolvendo abelhas, que é realmente muito legal. OBS: A trilha sonora é excelente, estou viciado em Safe & Sound, cantada por Taylor Swift.

Trailer Legendado:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
8 Comentários

Comentário(s)

8 comentários:

  1. vanessa vasconcelos reznor26 de março de 2012 12:47

    eu no começo não estava empolgada pra assistir esse filme,mas agora com a crítica falando tão bem dele fiquei totalmente alucinada para assisti-lo hahaha ,sem falar na jennifer lawrence,que é uma das minhas atrizes preferidas,vou ver com certeza.mas fala sério? nada contra a taylor swift,mas eu esperava um rock nessa trilha sonora,muito melhor que o pop meiguinho dela,sou do metal meu velho.........fui

    ResponderExcluir
  2. esse filme é um saco, ficar 2h30 sentada vendo foi cansativo, muita propaganda pra pouca coisa, esse filme nao deveria ser comparado a harry potter e nem a crepusculo.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que o filme e os livros até podem ser bons, mas não deveriam ser classificados como melhor que Harry Potter ou Crepúsculo, como eu vi em muitas criticas. Crepúsculo é sobre vampiros e Harry é sobre bruxos, não tem como fazer uma compararção entre eles.

    ResponderExcluir
  4. Are you Kidding me? esse filme é cansativo? (oi?) cansativo foi ver crepusculo pela primeira e ver Bella gemer de preguiça a cada dois segundos,esse filme é frenético, Katniss é um personagem com mais humanidade,e eu nem cheguei na parte dos livros que são melhores e mais detalhados que a versão que foi aos cinemas que mesmo assim é muio,muito boa mesmo.Ótima escolha da atriz Jennifer Lawrence que ja foi até indicada ao oscar,não quero iniciar uma guerra entre ''teans'' de crepusculo e Harry Potter mais realmente um livro que trata de temas completamente diferentes como critica social (sim os personagens passam fome e nao estou falando de deixar de beber sangue por amor)E auto-conhecimento (seus ideiais e suas vidas estao postas a prova a todo momento) nao podem ser comparados,nada contra Harry ou Crepusculo mais comparações nesse caso não são cabiveis.

    ResponderExcluir
  5. será que terá o jogos vorazes 2?ótima critica

    ResponderExcluir
  6. Oi Nefferson.... já faz um mes que terminei de ler os tres livros e li novamente a tua critica. O que eu posso ver agora é que o broche mj ser entregue por Madge (filha do prefeito) tem mais sentido do que a vã filosofia indica, veremos como os roteiristas iram contornar isso. Alias, fiquem de olho no broche!!!! Gostei do filme, estilo disney (para toda a familia) .... mas os livros são muito mais profundos e nada recomendados para crianças.

    ResponderExcluir
  7. Nem eu, nem minha mãe, nem minha cachorra de estimação, nem meus parentes e nem etc., estamos doidos pra ver esse filme. Por quê? Porque detesto reality shows! Prefiro que me amarrem numa cadeira e me obriguem a assistir todos os filmes em seguida da saga crepusculo, os quais O D E I O!

    ResponderExcluir
  8. Me poupem com suas modinhas escrotas, o dia em que Daniel Radcliff e Kristen Stewart conseguirem atuar alguma cena mudando a expressão facial, venham aqui e critiquem Jogos Vorazes. Este filme é perfeito com um enredo maravilhoso, atores QUALIFICADOS, recomendo para qualquer pessoa que goste de ação e aventura.

    ResponderExcluir