quarta-feira, 21 de março de 2012

[Crítica] Awake - 1x03: Guilty


"A realidade é que na realidade eu fiquei repetindo a palavra "realidade" várias vezes"

Crítica:
(Spoilers Abaixo)


Depois do 2° vem o 3°. E já pode dizer que Awake é a melhor estréia da temporada? Mesmo se não puder eu vou dizer que a série é a melhor estréia da midseason, desbancou Touch. Só não vou dizer que foi melhor que os dois primeiros porque não foi. Eu gostei do episódio, acontece que eu não curto esse clichê de que todo familiar/conhecido de detetive/policial tem que ser sequestrado em algum momento da série. E eu não estou procurando algo que eu não goste na série, ok? Parem de pensar isso.


Antes de me estender sobre os ocorridos semanais vocês notaram que a série, desde o episódio passado, passou a colocar o olho de Michael num flash pra mudar de realidade? Isso aconteceu porque os abitolados, idiotas, burros, jegues, sonsos, capitalistas, filhos da puta,retardados americanos não estavam conseguindo acompanhar as mudanças de realidades o que gerou uma queda na audiência do segundo episódio. E graças ao simples artificio, que a série acrescentou, a audiência subiu essa semana. Será que existem esperanças pra Awake? That is the question be or not be. Agora sim, vamos falar de coisa boa.


Esse episódio deu continuidade a tudo que a série iniciou até agora: a Hannah tentando ~superar~ a morte do filho; Michael enfrentando problemas com seus parceiros; e a relação do Michael e do Rex. Eu gosto muito dessa linearidade em séries procedurais, é muito difícil encontrar alguma que siga o plot em todos os episódios. E ver isso em un seriado me gusta mucho (sou trilíngue mesmo, igual o Laptop da Xuxa).


E pasmem, parece que foi só eu dizer na crítica passada que Michael não iria ser feliz nas trocas de realidade pra sempre que o primeiro empecilho aconteceu. Graças ao sequestro do filho na realidade azul, o protagonista tem problemas com Hannah na outra realidade. Eu achei bem interessante descobrir que o que acontece com alguém em uma realidade não precisa necessariamente se repetir na outra, vide o bandido que morreu em uma e estava vivo na outras. Desbancou minha teoria de que as realidades estão interligadas.

Falando em realidade azul, achei bem tenso o plot desenvolvido por lá, vocês não? O garoto estava sendo tão insociável com o pai porque preferia que a mãe tivesse sobrevivido. E temos a volta de Tara(da), eu pensei que tinham esquecido dela, ainda bem que não. A presença dela deixa mais tensa a série, será que o protagonista começara um relacionamento com ela? Se acontecer pode ser considerado uma traição a sua esposa que está em, digamos, em um plano astral diferente? Ou é como diz o ditado "O que os olhos não veem, o óculos resolve o coração não sente"?

A cada episódio, eu gosto mais das partes dos psicólogos. As análises são tão perfeitas, você acredita em cada palavra, e o pior é que ambos os psicólogos parecem ser tão verdadeiros que tentar descobrir qualquer coisa com base no que eles falam é inútil. Acho que vou fazer faculdade de Psicologia. Depois , claro, da faculdade de Antropologia Forense.

Estou, simplesmente, amando esse suspense da série. Eu já considero o mistério de Awake o melhor no mundo das séries. Principalmente agora que a identidade de -A foi, "bostásticamente"(palavra vinda de um dos leitores), revelada.


Como eu já disse, são tantas teorias, que vão se formando: Há quem diga que quem está morto é o Michael. Outros dizem que ninguém está morto. Têm os que acreditam que todos estão mortos. Eu mesmo já criei mil teorias. A que eu tenho me apegado mais fortemente é uma em que tanto Rex quanto Hannah estão mortos, e nenhumas das realidades são verdadeiras. E que Michael enlouqueceu, e só existe uma realidade onde ele está num hospício e fica delirando.


Não tivemos menções ao cliffhanger deixado no final do episódio passado, ainda bem. Apesar de ter gostado, acho que a série pode querer criar uma história de conspiração do nível Fringe e falhar. É melhor que a série siga essa dinâmica mais psicológica ao invés de procurar respostas muito absurdas. Até porque de like-Lost-deceptions já basta Alcatraz (não perco mesmo a chance de falar mal).


Só posso terminar dizendo, mais uma vez, que Awake está excelente. E que é um prazer poder assistir a série. Eu sei que tinha prometido essa crítica pra ontem, literalmente. Só que a energia acabou, eu acabei dormindo e quando fui ver hoje eu tinha perdido metade do texto, ou seja, tive que escrever de novo. E vou me consultar com Mãe Jahel, tomar banho com sal grosso, qualquer coisa. Nunca vi alguém mais azarado que eu. Quando eu estou andando na rua,e vejo um gato preto ele se joga na frente de um carro. Mas enfim, isso aqui não é um monólogo sobre a minha sorte, ou melhor da falta dela. Até semana que vem! Vou ali na realidade cor de bosta marrom, onde o dia tem 90 horas pra me pôr em dia!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Admiring the commitment you puut into your blog and in depth information you present.
    It's awesome to come across a blog every once in a while
    that isn't the sae old rehashed material. Fantastic read!
    I've bookmarked your site and I'm adding your RSS feeds too my Googoe account.


    Take a look att my webpage: Skateboards zu Top-Preisen

    ResponderExcluir