sábado, 10 de março de 2012

[Crítica] 90210 - 4x17: Babes in Toyland

Fez da vida dela um inferno e agora quer pagar de sister santa né?

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Quem disse que as pessoas não mudam? Pois é, elas mudam, e pode ser da água pro vinho. No caso de Jennifer Clark, a Georgina Sparks de 90210, a mudança parecia ser impossível. Nem a maternidade conseguia mudar a pior irmã de todos os tempos, imortalizando assim sua personagem como a vilã mais cara de pau que já apareceu na série, capaz de arruinar a vida da própria irmã se isso lhe render uma bota de 30 Mil dólares no final. Quem estava com saudade dela?

Mas, parece que as pessoas realmente mudam. Ainda lembro do tempo em que ela tocava o terror em Beverly Hill e quem pagava o pato era a pobre da Annie – melhor época da personagem na série inteira. Jen, com o passar do tempo, foi deixando a maldade de lado pra poder dar uma boa vida ao filho. Mas é claro que a mudança não foi completa. Ela continua chata, metida, superficial, só parou de pisar nas pessoas pra poder conseguir o que quer.

Durante o episódio – que marcou completamente a sua volta e deixou o resto dos personagens como coadjuvantes – Jen ficou indo de malvada pra boazinha. Tinha momentos em que ela parecia não ter mudado, como quando estava dando encima do futuro cliente de Naomi, mas depois o roteiro mostrou que aquela sua atitude egoísta não só ajudaria a si mesma, como também sua irmã. Deu até pra sentir pena quando ela disse que não queria terminar sozinha e amarga, e logo depois foi descoberto que seu peguete era casado.

E o que seria um bom motivo pra ela ir embora ou voltar a ser o que era antes, acabou aproximando ela da irmã. Naomi, quando não estava servindo de babá para Jen, estava alugando um sex shop pra servir como escritório fictício, ou então, nunca conseguiria planejar festas a ninguém. Depois de cenas bastante engraçadas – leia-se Mulher Gato levada pra delegacia – ela descobriu que Jen estava prestes a sair com um homem casado e “salvou” a irmã de uma decepção fatal. É isso aí, o trabalho em equipe das duas ainda vai render muita coisa, e eu estou adorando essa versão não tão egoísta da Jen.

Enquanto elas se davam bem e reatavam os laços fraternais, Adrianna e Dixon descobriram que os amigos falsos podem definir seu futuro ou não. A armação da nova namorada do Liam para tirar a dupla sertaneja Ade e Dix da jogada foi cretina, mas nada novo, já que no capítulo passado ela plagiou Gossip Girl e armou pro Liam salvar uma garota de um afogamento só pra ficar como herói. Uma pena que Ade está na fase boazinha, porque se tivesse pego a vagabunda no tempo em que fazia curso para trocar remédio alheio, não restaria nenhuma Vanessa pra contar história.

Quem também deu seu ar da graça foi a Ivy, gente, ou devo dizer grafiteira? Depois que ela se meteu com o pseudo-artista de rua senti que ela estava se reinventando. Depois de casar com um cara com câncer, usar drogas e ter problemas psicológicos, tudo indicava que mais cedo ou mais tarde ela pegaria a primeira onda pra fora da série. Não, isso não vai acontecer, pelos menos enquanto ela continuar com o bad romance que pode lhe levar a cadeia. Vale tudo por amor né gente? Coisa linda de se ver.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário