terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

[Crítica] Grimm - 1x11: Tarantella


Nada novo, de novo.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Assisti Grimm é como estar numa montanha-russa, cheia de altos e baixos. Hipoteticamente, se eu estivesse analisando esse episódio imparcialmente eu diria que ele não foi ruim. Mas como não estou, eu vou dizer: Esse episódio foi ruim. Eu me acostumo muito facilmente, e depois de uma sequência de nada menos nada mais que 3 episódio bons, eu espero que o próximo seja tão bom quanto os anteriores ou melhor. Se isso não acontecesse eu fico com uma coisinha insignificante chamada ÓDIO MORTAL.

Esse episódio foi usado só pra "encher linguiça", como diria meus professores. Não acrescentou quase em NADA na história. Fiquei esperando algo pra acontecer pra movimentar o episódio, mas NADA de NADA. Está parecendo q NADA é a palavra desse episódio. Sabe qual o grande erros de séries como Grimm e Alcatraz? Ambas usam essa dinâmica a la CSI,que já está ultrapassada. Não seria melhor se as duas seguissem uma linha de história contínua como The Vampire Diaries?

Vamos falar das coisas ruins de uma vez (até porque já comecei). Em primeiro, parece que esperar que Grimm traga personagens de volta é como esperar que o coelhinho da páscoa traga uma cesta de ovos de chocolates encantados feitos pelo Willy Wonka. Em outras palavras é impossível, eu fiquei esperando que os dois irmãos do episódio anterior aparecessem, mas sequer foram mencionados. Em segundo Hank está se tornando um completo inútil, se me perguntarem o que ele fez no episódio, minha resposta é "Nada conta?". Ele está sendo esquecido, deixado de lado... Enfim, espero que ele morra. Não gosto de personagens inutilizados.

Em contra partida, Nick vem crescendo na série, eu diria que esse episódio foi dele, ele descobriu coisas, ameaçou criaturas, se impôs. Adoro o jeito como o personagem está mudado, ele ganhou mais energia, mais personalidade. Cá entre nós, ele não agradava como protagonista no começo da história, era muito sem graça.

Monroe e Juliette dividirão esse parágrafo, porque ambos não fizeram quase nada. Juliette tem episódios que parece que ela entra no "Fantástico Mundo Da Purpurina", onde tudo é luz, borboletas e flores. E Monroe fez o de sempre, ajudou na resolução do caso, foi o responsável pelo alivio cômico e mais nada. Como eu disse lá em cima "Nada novo, de novo".

Acho que o caso do episódio foi o melhor, graças a amiga de Monroe nós descobrimos que se as Aranhas-Demônio (espécie vilã do episódio) não se alimentassem dos humanos, elas morriam, já que as mesmas sofrem de um envelhecimento precoce. Como por exemplo, essa amiga do Monroe, que tinha 26 anos mas aparentava o dobro, isso porque ela preferiu viver sem se alimentar de humanos.

Confesso que o episódio não foi em todo ruim, nem foi o pior de todos. Apenas não correspondeu com minhas expectativas. Esse episódio deve ter sido pra nos preparar pra algo mais intenso. Aparentemente Grimm vai ter MAIS UM mini-hiato, mas só pra vocês saberem, o nome do próximo episódio é "Last Grimm Standing" devemos esperar coisa boa, né? Até lá.

P.S
Só eu fiquei totalmente em choque quando vi o "Previously on Grimm..."? Eu Juro que pensei que tinha posto na série errada.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Concordo com vc,esse negócio de caso da semana é bem últrapassado só funciona mesmo é no CSI(a série está na sua décima segunda temporada,só pra se ter uma idéia),tô gostando desse "novo Nick" é assim que um Grimm deve ser,o Monroe é o melhor personagem da série e pra mim o Hank pode morrer tbm,vi a promo do próximo episódio e pelo visto vai ter bastante ação.

    ResponderExcluir