segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

[Crítica] The Vampire Diaries - 3x14: Dangerous Liaisons


Alguém deseja me acompanhar no baile?

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Sim, com todos este clima de festividade em Mystic Falls, vou logo dizendo que estou aceitando os convites para ir ao baile do Klaus. Dia dos namorados está nos rodeando (sim, nos EUA, o dia dos namorados é em fevereiro - para aqueles que não sabem) e este, que não é um episódio especial da data, cumpre muito bem o seu papel. Até porque a trama da série simplesmente parou para desenvolver melhor os seus principais casais. Sim, quando eu digo "principais casais", quero dizer aqueles que possivelmente serão formados por Elena e Caroline, as divas atuais da série. Estão prontos para o baile? Quem quiser minha presença humilde, deixa um comentário no mural do meu facebook. Misturando vida pessoal com trabalho, eu? Imagina!

Voltando ao episódio, que eu estava aguardando há semanas, confesso que ele simplesmente foi perfeito. E, geralmente, quando minhas expectativas estão muito altas, eu costumo me decepcionar. Mas, se tem uma coisa que The Vampire Diaries não consegue fazer, é me decepcionar. Esta semana, além do desenvolvimento dos casais - como eu disse lá encima -, tivemos, é claro, um desenvolvimento de um plano cretino, fruto de uma reviravolta cretina, de um personagem cretino. Acertou quem disse que a bruxa-mãe original era uma bitch malévola. Eu já nem sei mais para o que eu estou torcendo. Tecnicamente, ela não está fazendo o bem? Porque eu não me sinto grato?

Bem, vamos as explicações. Nos comentários da crítica passada, falaram mal do Klaus. Gente, Klaus é divo, não pode acontecer isso. Sinceramente, eu acho que ele merece sobreviver sim. E não é apenas porque ele é um ótimo personagem montado na cretinice. Acontece que ele pode até ser mal e ter matado a tia Jenna, mas atire a primeira pedra quem nunca matou na série. Aliás, acho que o Klaus é muito parecido com o Damon malvado da primeira temporada. E, se vocês perdoaram o Damon por todas as mortes que ele cometeu, vocês podem muito bem perdoar o Klaus. Até porque, ou ele passará por um processo de humanização, ou morrerá. Mas eu estou sentindo que acontecerá os dois, em mais uma reviravolta cretina que a série tanto gosta de mostrar.

Aliás, essa "humanização" do personagem já começou. Esta semana, ele convidou a Caroline para o baile em sua casa e ficou igual um bobinho atrás da garota, que mais parecia um cavalo com tantas patadas. Não estou tirando a razão dela, acreditem em mim. Eu achei simplesmente perfeita esta dinâmica entre os dois. Era óbvio que a Caroline não iria se entregar nos braços do Klaus por causa de um simples convite, mas foi fundamental vermos que o Klaus tem um outro lado e pode até ser fofo. Alguém aí imaginava que ele sabia desenhar? Além do mais, eu senti uma coisa meio "A Bela e a Fera", quando ela pediu para libertar o Klaus desse negócio de criador. Afinal, se Klaus liberar o namorado dela... Ela vai ficar feliz para sempre com ele. Por outro lado, se ele não liberar... Ele nunca terá chance. Que dilema, não?

Outro ponto forte, foi a Elena - que estava muito bem acompanhada neste episódio. Mais uma vez, eu percebi que não quero nenhum dos Salvatore com ela. Senti muito mais química entre ela e o Elijah esta semana. Eu já havia comentado isso em outras críticas e temos a confirmação disso esta semana. É uma pena que a Elena deixou o Elijah beber do drink maldito (sim, a Julie Plec - produtora da série - confirmou que ele realmente tomou). Mas todos nós conseguimos ver como a garota ficou dividida. A noite terminou com um dos maiores foras da série, com o Damon revelando que ama a garota e ela, com cara de desprezo piranhesco disse "Talvez este seja o problema". Essa doeu até em mim!

Parece que voltaremos a ter o nosso querido Damon da primeira temporada, já até começou passando o rodo da Rebekah. Elena, por sua vez, não consegue ficar sem os dois, e praticamente implorou para o Stefan passar para o lado branco da força. Entre outras observações importantes, acho que o Kol e o outro original que eu não decorei o nome, são inúteis para a série. Não vejo espaço para eles. E, se essa "união" dos irmãos não acabar logo, é provável que todos morram mesmo. Agora é só esperar pelo próximo episódio e já vi que a Rebekah estará toda montada na vingança bitchesca. OBS: Klaus, também quero um desenho.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. Eu amei o vestido da Caroline,o Klaus tem muito bom gosto não só para jóias como para roupas tbm,pobre do Damon aquele fora da Elena foi cruel doeu em mim tbm e o Kol e o FINN(não esqueça mais) são dispensáveis total nem deveriam ter entrado em TVD,coitado do Elijah ele é o mais bonzinho dos originais(eu gosto dele) e tem uma química bem evidente com a Elena mais prefiro que ela fique com o Stefan e a Katherine com o Damon.Eu tbm quero um desenho.

    ResponderExcluir
  2. eu achei o 3x14 muito lindo..o par caroline e Klaus foi muito show ..os monstros também amam!!! é uma pena o elijah ter bebido o drinque ele é muito fofo..

    ResponderExcluir
  3. Se o Elijah morrer É tremenda sacanagem. Ele é mais fodão dos originais. No mais discordo de vc, quero mais que o Klaus morra e que surjam outros vilões. Só acreditarei nas “boas intenções” dele se ele libertar o Tyler. Tive a nítida impressão que Elijah não bebeu o champanhe e talvez a Julie Plec queira brincar com os fãs deixando-os pensar em algo e depois surpreendendo-os. Gostei da cena da Caroline e do Klaus, justo pelos foras que ela deu nele. Amei! Nao quero Elena com Damon, ela simplesmente nao o merece! E mto menos o divo Elijah. E que apareça alguém digna do Damon, Katherine tb não o merece, e ele não combina com a Rebekah. E que venha o próximo.

    ResponderExcluir