sábado, 4 de fevereiro de 2012

[Crítica] The Vampire Diaries - 3x13: Bringing Out the Dead


Vem gente, que a coisa está pegando fogo... Literalmente.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Eu tinha dito na crítica passada que o episódio da semana que vem (3x14) seria de tirar o fôlego, mas eu tinha esquecido de prever que o desta semana seria tão... Frenético. Desde já, considero um dos melhores episódios da temporada - quem sabe, o melhor. Mas com The Vampire Diaries é muito difícil de ter certeza, não é verdade? Todos os episódios são sensacionais e, se eu olhar para trás e pensar no que já aconteceu nesta temporada, dá até para ficar confuso, já que aconteceram tantas coisas nestes 13 episódios, que parece trama para mais de uma temporada (sendo que acabamos de chegar na metade, quer dizer, um pouco mais que isso). Enfim, vamos ao episódio? Eu sei que vocês devem estar tão eufóricos quanto eu.

Eu quero começar falando da Caroline. Geralmente eu a deixo por último, porque sempre a considero importante e gosto de fechar com chave de ouro. Mas, não me levem a mal, o drama dela continua sendo importante. Aliás, foi o melhor desta temporada. Só estou começando com ela, porque eu não consigo me controlar, quero comentar logo. Eu confesso que quase chorei junto com ela, esta semana. Engraçado que eu odiava o pai dela, mas, nos últimos episódios, essa relação deles dois permaneceu tão delicada, que eu torcia para eles dois se darem bem. E o odiador de vampiros, já vinha mostrando que amava a sua filha, mesmo que ela tenha se tornado a coisa que ele mais odiava.

E não teve como não se emocionante quando a nossa vampira loira cai por terra e se desmancha em lágrimas nos braços do pai, implorando para ele não abandoná-la. Só de lembrar, eu já fico arrepiado e achei que foi uma das cenas mais tristes da série. E eu ainda pensei que o pai dela poderia se arrepender no final, mas, pelo visto... morreu mesmo. Bem, eu não confio muito no que eu não vejo nesta série, porque ela tem mania de ressuscitar personagens para reviravoltas cretinas. Como não apareceu ele morto, não podemos ter 100% de certeza. Mas, voltando para Caroline, foi de partir do coração e espero que essa garota encontre a felicidade no Klaus. É impressionante como ela consegue combinar com todos os personagens da série e ainda roubar todas as cenas.

E, acreditem, a cena que a Caroline estava competindo, era, nada mais, nada menos, que a socialização cretina entre Stefan/Damon e Klaus/Elijah, ou seja, uma competição digna, que a vampira loira ganhou. E por falar no jantar dos velhos "amigos", ficamos sabendo mais sobre a original, de quem Elena e Katherine são doppelganger. Parece que esse negócio de triângulo amoroso entre irmãos é uma coisa que atravessa os séculos, não é verdade? E foram levantadas ótimas questões quanto ao futuro de Elena. Klaus foi o mais inteligente, ao virar o jogo e garantir que a jovem estava muito mais segura com ele do que com os irmãos Salvatore. Também acredito nisso. Klaus rules, bitch!

E ainda tivemos uma nova (velha, né?) chance amorosa para a Elena. Em um episódio anterior, eu já tinha sentido um clima estranho entre a Elena e o Matt e, agora, este clima volta a aparecer. Eles ficaram bem mais próximos nesta semana, mas eu sinto que este relacionamento não irá para frente. Não vejo muita graça no Matt e ele nunca teve nenhuma importância na série. Sinceramente? Eu acho que a Elena deve ficar com o Elijah. Vocês já sentiram um clima entre eles dois? Porque eu já. Eles combinam, ele é honrado e quer alguém bom, para respeitar as regras ao seu lado. Sendo assim, ela não estaria contra o Klaus e todo mundo seria feliz menos os Salvatore, mas quem liga?

Ah, e por último temos a revelação do caixão que não queria abrir, mas... abriu. Todos entram em choque ao perceber que, quem estava lá dentro, era a própria mãe do Klaus, a bruxa original. E chegou toda montada na promiscuidade e perdão, mostrando quem manda naquela família. Bem, vamos ver o que rola no próximo episódio, porque todos os originais estão soltos e a Rebekah (minha preferida) está doida para acertar as contas com uma certa humana que a apunhalou pelas costas. OBS: Torcendo para termos um Klauroline.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
5 Comentários

Comentário(s)

5 comentários:

  1. Eu estou ainda assimilando tudo o que aconteceu nesse episódio,ás vezes os episódios de TVD parecem um filme,infelizmente acho q a série não se daria bem como um filme('Crepúsculo' manda um oi).Mas q alguns episódios são frenéticos demais isso são.

    Só me queixo de uma coisa a bruxa original,"montada na promiscuidade e PERDÃO"queria que ela matasse o Klaus.Não gosto dele nem um pouco.Mas agora só falta ressuscitarem o Mikael e a família original está unida,problemas pra turminha do bem(a.k.a Bonnie,Caroline,Damom,Stefan,Ric,Tyler e Matt)?Sim,claro,com certeza.

    Outra coisa que está me intrigando é a pessoa que está atacando os membros do Conselho,pensei na prefeita fazendo a pomba-gira...Meredith esconde algo sim,mas não acho que ela seja a assassina.

    E só eu achei que o Alaric fosse realmente morrer quando a Elena o matou?Já tinham mostrado que o anel dele estava desgastado devido a quantidade excessiva de vezes que ele morreu.Ele é literalmente um gato.péssimo trocadilho,eu sei).

    Só nos resta esperar,o que mais falta acontecer em TVD...Quero mortes.

    P.S.
    Aquele momento do Stefan e Damom admitindo os seu sentimentos foi tão...piegas e fofo(num nível de filme Disney).

    ResponderExcluir
  2. sinceramente a parte dos irmãos salvatore declarando seus sentimentos por elena me calsou varios pensamentos tipo o que iria acontecer daqui pra frente damonXstephan .
    primeiro devo dizer que stephan mau me assusta aquele olhar louco pra damon me fez pensar ele vai mata-lo só q a vez dele acabou tudo indica q elena vai ficar com damon (a esperança é a ultima q morre)mas ainda tem muita água pra rolar

    ResponderExcluir
  3. Ah, pois estou na torcida para que a bruxa original esteja apenas sendo dissimulada e mate logo aquele cretino do Klaus. Elena e Elijah? Nunca percebi clima não, mas até que seria bem legal sim, além de inesperado. Gostei da cena dos Salvatore, ao meu ver, apesar das diferenças e do amor pela Elena, no fundo, eles deixam os laços de família, falarem mais alto. E qto a Caroline, concordo com você, ela a priori era fútil e superficial mas depois foi se mostrando uma pessoa profunda, boa amiga, carismática e confesso que os epis em que ela não aparece ficam meio sem graça. Tb odiava o pai dela, mas tendo ele aprendido a amá-la ainda que ela tenha se transformado no que ele mais odeia, me deixou com pena na cena de despedida deles, embora ache que ele foi coerente com o que sempre foi, acreditou e pensou ao escolher morrer como humano. Agora, discordo qto à Klauroline, acho nada a ver, e forçação de barra, até por não conseguir acreditar que Klaus consiga amar alguém além dele mesmo.

    ResponderExcluir
  4. fico feliz por encontra alguém nesse mundo que não é delena ou stelena...

    ResponderExcluir