terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

[Crítica] Supernatural - 7x14: Plucky Pennywhistle's Magic Menagerie

Se é medo que você quer, é palhaçada que você terá.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Estou triste, deprimido, carente, precisando de uma tarde mágica onde tudo é possível no Plucky Pennywhistle, a Disneylândia mais próxima de qualquer criança. Mas, e se uma tarde no mundo mágico dos palhaços pudesse fazer os valentões ao seu redor sentirem na pele o seu pior medo? Não, não é brincadeira, tem polvos dentro do armário chupando papais ausentes e unicórnios assassinos que peidam arco-íris. Tudo isso, no novo episódio estilo paródia de Supernatural. CW is a bitch. 

E eu pensei que nunca fariam nada assim de novo. Não é como se eles pudessem ressuscitar Gabriel e fazer os personagens passarem por situações absurdas, como naquele episódio em que vão parar num programa de televisão. Tem quem goste, tem quem não goste né? Eu adoro quando isso acontece, quebra o gelo e o Dean com certeza é o tipo de cara que não foi feito pra essas situações, por isso é tão genial! Mas a única coisa que este episódio pegou para si foi o humor, porque nada de tão extraordinário aconteceu além de fazerem os medos infantis se tornarem realidade. 

Simples, não é? Quer dizer, ta certo que unicórnios assassinos são meio forçados, mas é a cota de comédia que todo episódio tem. Quando ele saiu correndo depois da chifrada assassina e peidou arco-íris, eu quase morri de rir. Foi vergonha alheia, mas foi legal. E só de pensar que esse episódio começou do jeito mais clichê possível... É incrível como ainda acham original colocar uma cena legal no começo e depois mostrar alguns dias antes. Supernatural teve, o que, uns 15 episódios desse jeito? 

Além desse deja vu sobre o roteiro não tão criativo, ainda tivemos a seqüência de Palhaços Macabros: O Retorno dos Risos da Morte. Não, isso não é um filme, é uma fobia que talvez seja a única coisa que deixe o Sam bolado, afinal, ele enfrentou o capeta e saiu rindo. E realmente, se formos avaliar, palhaços são criaturas macabras, aquela maquiagem, aquele sorriso, aquela roupa colorida que diz ‘vou arrancar sua pele’, sabem? Pois é, Sam e seu medo de palhaços, não pensei que isso seria explorado de novo na série. 

Agora, vamos avaliar a situação crítica dos últimos cinco minutos. É aquele momento de tensão em que a gente sabe que os mocinhos vão se dar bem, mas fica torcendo na cadeira pela reviravolta cretina que o roteiro vai fazer para Dean e Sam não perderem a vida. Também é o momento em que tudo o que aconteceu começa a ser explicado. Por exemplo, as mortes dos pais das crianças eram causadas por um funcionário feliz que não ganhou a gerencia e se achou no direito de matar os pais de acordo com o medo dos filhos. Isso se chama Hoodoo. 

E se não fosse a infantilidade do ‘vilão’, até que seu plano iria sair perfeito. Mas não, ele era complexado, o irmão morreu afogado e ele culpou os pais e toda essa história que precisa ter pra motivar o ato de destroçar corpos. E quem o enfrentou foi o Dean, foi ele quem acabou com os planos do tal vilão e trouxe seu irmão para matá-lo, porque o Sam... Ah, o Sam, estava literalmente enfrentando seus medos. Palhaços assassinos, se eles sangram, é porque podem ser mortos. Mas e quando eles soltam glitter e fazem parecer que você deu uns amassos na Ke$ha? 

Acho que no geral, o episódio foi muito bom. Fazia tempo que eu não dava risada com a série, e o que seria extremamente ridículo ficou engraçado e no fim, fez bastante sentido. Aliás, o fim do episódio com o palhaço piscando pra câmera, foi inspirado no clipe do vovô Michael né? Achei digno. E que venham os aviões assassinos voadores e comedores de carne humana, né Dean?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
5 Comentários

Comentário(s)

5 comentários:

  1. tem polvos dentro do armário chupando papais ausentes.Tenho uma mente poluída...

    ResponderExcluir
  2. Quer dizer, ta certo que unicórnios assassinos são meio forçados, mas é a cota de comédia que todo episódio tem. Quando ele saiu correndo depois da chifrada assassina e peidou arco-íris, eu quase morri de rir. Foi vergonha alheia, mas foi legal. ² HASUHAUSHAHUAHS

    ResponderExcluir
  3. Adorei o episódio kkkk. Foi bem engraçado, Dean é hilário cara kkk. Quero só ver como essa temporada vai acabar /pensa

    ResponderExcluir
  4. É, esse episódio foi bem pra quebrar o gelo mesmo, foi muito engraçado... mas eles estão saindo do "tema" da temporada, que é os leviatãs... '-' Os roteiristas ja poderiam ter colocado um jeito de explorar esse tema melhor, não é? O que acham?

    ResponderExcluir
  5. Esse episódio foi muito engraçado ri horrores,a expressão no rosto do Sam quando entrou no Plucky's foi hilária,e o Dean zoando com a cara dele é impagável.Concordo,acho que se o tema dos Leviatãs fossem explorados de um jeito diferente seria bem mais interessante,quero ver isso ser resolvido o quanto antes,mal posso esperar para ver o episódio em que o Castiel vai voltar.

    ResponderExcluir