domingo, 5 de fevereiro de 2012

[Crítica] Supernatural - 7x13: The Slice Girls

Filho de peixe, peixinho é?

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Eu sei, eu sei, a série está fraca, e isso não é novidade pra ninguém. E eu ainda defendo aquela velha opinião de que eles deveriam ter dado um jeito de terminar a série na 5ª temporada, já que o apocalipse é o acontecimento sinistro mór de todos os tempos. Mas, quem é fã sabe que mesmo a série não caminhando bem, vai ter muita gente chorando com o seu fim. Eu, pelo menos, vou ser um dos que vai viver reprisando os episódios de uma das melhores séries de todos os tempos.

E talvez, ainda tenha salvação. São episódios como este que fazem a gente perceber o quanto a série poderia evoluir se os roteiristas simplesmente soubessem o que mostrar. Porque essa semana, o episódio realmente valeu a pena. Não foi nada mais ou menos como o episódio do casamento ou o episódio dos videntes, a história conseguiu me prender do início ao fim, com todos aqueles toques essenciais que fizeram as cinco primeiras temporadas lendárias.

Dessa vez, os assassinatos macabros de alguns homens chamam a atenção de Sam e Dean. E as mortes parecem seguir um padrão. Homens na faixa dos trinta, bem sucedidos, jogados contra a parede com uma força sobre-humana e com um símbolo grego no peito. E quando homens começam a morrer, o que está acontecendo? Exato, mulheres macabras, o que eu assino embaixo, porque eu sempre preferi as vilãs. Vide Bela Talbot e Ruby.

E a explicação pra todas as mortes ainda teve haver com algo que eu torci pra acontecer. No episódio passado os Winchesters enfrentaram Chronos, o Deus do tempo, e eu fiquei torcendo para que mais Deuses aparecessem. Bom, Deus nenhum apareceu essa semana, só algumas mulheres que se acham amazonas e matam homens depois que eles as engravidam. Feminismo ta em alta mesmo, né?

É claro que o Dean tava metido nessa história, isso não é novidade. Mesmo sem assistir o episódio dá pra saber que o Dean não perderia a oportunidade de se meter espermatozoidamente no meio dessas assassinas. Ele engravidou uma mulher, a criança cresceu em três dias e como parte do ritual, a guria tinha que cortar suas mãos, seus pés, tatuar o símbolo amazona no peito dele e depois matá-lo. E sim, é necessário ser nessa ordem.

Porque né... Com as Amazonas o negócio é fazer o homem sofrer, já que de acordo com sua cultura, homens não servem pra nada além da reprodução. Isso também é encontrado em livros lésbicos, mas enfim. Eu pensei que o Dean iria conseguir matar a filha, só que Sam se encarregou disso. Agora ele já vingou a morte daquela sua amiga, a Amy, porque o monstro tem que morrer né? Mas ninguém merecia a morte tanto quanto a filha do Dean. Pelo amor de Deus, a garota é mais fingida que vilã mexicana, era pro Sam ter atirado na cabeça, ia ser lindo.

No fim, ainda temos aquele ar de “continua”, porque o clã delas não foi destruído, elas fugiram antes que Sam e Dean chegassem ao local. Eu gostaria muito que elas voltassem em algum episódio, talvez na 8ª Temporada, que já foi quase confirmada, pra alegria e tristeza de muitos. Mas dessa vez, matem todas, tirem os membros delas ou sei lá, as vadias não merecem nem o benefício da dúvida.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. Felizmente um episódio de bom de Supernatural, o negócio estava feio nessa temporada, se eu tinha achado a 6ª temporada fraca, essa ta sendo pior. Mas enfim... Gostei do episódio, confesso que tava caindo na filha vadia do Dean, assim que ele foi abrir a geladeira eu percebi que ela é uma vadia assassina kkk. Episódio bom, e ainda bem que talvez rá ter a 8ª temporada, porque do jeito que ta, nem em sonho vai ter um final digno de Supernatural. Ótima crítica, adoro as críticas desse blog, principalmente de Once Upon A Time, morro de rir kkkk

    ResponderExcluir
  2. Também gostei muito desse episódio. Me prendeu a atenção e superou minhas expectativas, até comentei no meu blog, se quiser e puder, passe por lá: http://seriadosfilmeseafins.blogspot.com Agora, te digo, eu acho que a sétima começou bem e foi decaindo... Primeiro, o excesso de episódio fillers, segundo a descontinuidade de alguns dos dramas pessoais dos personagens, cadê as alucinações do Sam, curaram-se de repente? Dean quer vingança da morte do Bobby, mas não age, só fica falando e bebendo? E os leviatãs? E Crowley que queria ajuda p/ acabar com eles? O mais preocupante é que já passou da metade da temporada...
    Mas discordo que tinha que ter acabado na quinta, primeiro pq ela tb deixou pontas soltas ( o menino anti-Cristo) e logo, não foi tão indefectível assim, como mtos dizem, e; foi a primeira em que os episódios fillers não foram tão bem intercalados entre os que abordam o tema central. A sexta ao meu ver, começou fraca, mas depois foi melhorando, numa crescente, até ter um final fodástico, que deixou um ótimo gancho p/ a sétima que infelizmente não foi (tá sendo) devidamente explorado. No mais, depois de Death's Door, esse episódio The Slice Girls foi o melhor até agora, após o retorno do Hiatus.
    Ah, e que Cass retorne logo!

    ResponderExcluir
  3. Olha eu sou fãn desse seriado e eles não estão fracos ou ruims nem indo de mal a pior quem é fãn sabe disso e vocês deveriam primeiro consultar direito as coisa antes de falar do seriado SUPERNATURAL

    ResponderExcluir