sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

[Crítica] Skins - 6x04: Franky

Essa é minha garota.

Crítica:
(Spoilers abaixo)

Que loucura, ainda consigo me impressionar com a série e olha que ela já está na sexta temporada. A cada semana me sinto dentro de um filme Cult que provavelmente merecia o Oscar, e essa semana não foi diferente. Se bem que, comparada a primeira temporada, a série ficou bem estranha. Diga-se de passagem, agora ta na moda ter alucinações.

Depois da morte da Grace, muitos personagens foram afetados, como as críticas passadas diziam. Rich, por exemplo, não deu as caras desde seu episódio porque provavelmente deve ficar na cama o dia inteiro pela morte de sua amada. Vimos também Mini e Liv se distanciando no episódio passado – o melhor até agora, por sinal – e a entrada de um novo personagem também pode ter abalado a turma. Agora foi a vez de Franky ter seus 45 minutos de fama e transformar toda sua culpa em atitudes insanas que podem arruinar sua vida.

Eu não sei vocês, mas acho que ela era muito mais interessante quando era a andrógena da turma. É sério, no começo dessa geração a personagem tinha uma áurea anti social que foi completamente esquecida no começo dessa temporada. Seus problemas eram sexo, ser antissocial, ter uma autoestima enterrada no fundo de um poço, mas agora ela tem que lidar com morte, culpa e faz tudo isso usando o sexo como arma. Ou seja, a garota virou a famosa piriguete que ainda acha que fazer sexo drogada resolve tudo.

Mas, apesar das besteiras que ela fez, eu entendia o que ela estava passando. Porque perder uma amiga não é fácil, ser deixada pelo namorado também não é, e ainda ter que ser sempre gentil e sorrir diante de todas essas situações, é pior ainda. Por isso ela agarrou a primeira oportunidade de fazer sexo com alguém e fugir de tudo quando o mini traficante psicótico reapareceu. Isso que eu não entendi. Ela se culpa pela morte da Grace, mas ficou perto da única pessoa com quem ela pode dividir a culpa ao meio?

Psicologia reversa ou não, o romance acabou rápido, porque ninguém aguenta viver na merda. Ela teve a ajuda do Nick, que de repente ficou apaixonado por ela. Oi? Tipo, agora vai ter triângulo com os dois irmãos só pra parecer mais com praticamente todas as séries adolescente da atualidade? Isso pode até acontecer, mas é clichê. Além do mais, o Nick vai beijar o Alex, então ele vai parar com esse fogo pro lado da Franky quando perceber que ela nunca vai ter olhos pra ninguém além do seu irmãozinho?

Semana que vem, a próxima vítima será a Mini. Bom, talvez, é que o site do IMDB fica mudando e eu já me confundi com as cenas que são mostradas no fim dos capítulos. Tudo indica que o caso Grace será esquecido pra um drama superficial que com certeza é a cara da personagem. Mas enfim, só sei que ela vai sofrer, porque todo mundo sofre nessa série. Toda semana alguém chora, faz merda, usa drogas e faz sexo selvagem em nome da tristeza. Vamos brindar a isso.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Adoro ler suas críticas! Irei passar a adorar mais inda sabendo que começara à comentar sobre Skins também!

    ResponderExcluir