segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

[Crítica] Nikita - 2x14: Rogue


Mudando nossa perspectiva. De novo.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Primeiro de tudo, quero agradecer aos fãs da série no facebook, que formaram um grupo super legal (clique aqui, para participar). Estava mesmo precisando de um lugar para discutir sobre a série com bastante respeito. E eles até aceitaram a minha teoria sobre o Percy ser o pai da Nikita, e ainda descobri que alguns deles compartilham da minha opinião. Enfim, quem curte a série, não pode deixar de entrar. E voltando a este tópico de "paternidade", vocês repararam que o Percy disse que a Nikita "ir para o papai"? Pode parecer bobo agora, mas pode ser usado futuramente para uma revelação bombástica cheia de flashbacks, como em Jogos Mortais.

Agora, voltando ao episódio, confesso que me surpreendi. Como havia dito, tivemos uma nova trama, porque o episódio passado fechou um arco importante da temporada e, tudo indica, que este será o arco final, que fechará com a segunda temporada. Estou torcendo muito para que tudo se resolva, porque, por mais que eu deteste dizer, desta temporada Nikita não passa. Esta semana, a série registrou uma das piores audiências até agora, com 0,5 na demo. Lamentável! Vocês sabem essa sensação de luto antes mesmo da morte? Pois é! Se vocês gostam da série, estão sentindo o mesmo que eu.

Enfim, eu estou cansado de dar esta notícia, então vamos logo para o episódio em si. Começou todo especial, com o Percy em sua melhor versão de gangster cretino. É interessante que, depois de tanto tempo vendo-o com aquela roupinha branca, eu estranho quando ele aparece vestido de outro jeito. E neste episódio, ele está todo montado na vingança paternal, querendo acabar com as pessoas do passado da Nikita para acabar derrubando com a Amanda, que desfila igual uma modelo em seus saltos agulha pelos corredores da Division (palavras da Alex). É impressionante como a cabeça do Percy funciona, ele acaba ligando uma pétala de rosa a uma folha de uma mangueira e... POW! Ele nos mostra uma orquídea. Like a boss!

E Nikita apareceu toda desestruturada, sofrida e Maria do Bairro. Isso porque o Percy estava ameaçando matar a única pessoa que a tinha ajudado no passado. Além disso, não podemos esquecer dos flashbacks, com a versão pouco potente da Nikita, drogada. Foi muito divertido acompanhar um pouco mais sobre o passado da nossa justiceira e, é mais divertido ainda, quando surgem coisas que, nem nós, nem eles suspeitavam... Ou alguém aí realmente pensou que a mulher que a Nikita gostava tinha um passado negro? Bem, eu não me surpreendo se vocês pensaram, mas tenho certeza que acabaram surpreendidos, de qualquer maneira.

Foi muito interessante saber que esta mulher foi quem criou o programa da Division e tenho certeza que o próximo irá bem mais fundo no passado, até porque, ele se chama "Origins". Algo me diz que a mulher (que eu esqueci o nome) tem muito mais para revelar. Sem contar que esta picuinha que ela tem com a Amanda ainda não foi esclarecida. Eu fico imaginando o que ela deve ter feito para deixar a Rainha da Tortura tão desesperada por sua morte.

Outro ponto que gostaria de destacar, é a parceria entre a Amanda e a Alex. Isso pode render bastante nos próximos episódios. Tudo bem que a Alex está do lado da Nikita, mas ninguém sabe o que a Amanda está planejando e pode surgir reviravolta cretina daí. Aliás, eu me sinto um alucinado com esta série, afinal, pode surgir reviravolta cretina de todos os lados. E é exatamente isso que a deixa tão atraente. Nós vemos semana que vem, Nikiteiros? Até.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário