domingo, 12 de fevereiro de 2012

[Crítica] Glee - 3x12: The Spanish Teacher

Caliente.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Sabem qual a diferença entre se assumir gay no Brasil e nos Estados Unidos? É que no Brasil, quando você se assume, vai parar no casos de família ou dando uma entrevista exclusiva pro TV fama. Nos Estados Unidos, você faz uma participação especial em Glee. Ta, maldade minha, eu sei, é que antes eu não via um bom motivo pra mostrar Ricky Martin na série, até ele me surpreender.

Porque né, é fácil chamar um cara que se assumiu gay pra fazer uma participação numa série que é totalmente contra o preconceito. Mas, se ele fosse um gay que não soubesse atuar, aí sim eu teria que reclamar, mas não, o cara saiu lá dos cafofos da Thalia pra causar tumulto de um jeito Rabioso e deixar qualquer muchacho com inveja. E inclusive, foi isso que aconteceu. Já que ele interpretou um professor de espanhol e o Will não iria sair, eu sabia que haveria uma competição.

E ganhar de um professor legal e que tem noção do ridículo parecia meio impossível. O Will é legal, mas é meio, sei lá, digamos... Brega? Porque né, enquanto o professor tava dando uma aula de sex appeal, ele estava imitando aqueles caras que cantavam serenata nos anos vinte. Ainda teve aquela apresentação onde ele encenava um rodeio, que me desculpem, mas não chegou aos pés de Satanás Santana e o Ricky cantando La Isla Bonita. Meu Deus! Essa deve ser a combinação mais forte do universo.

Quem beirou o status de coadjuvante do Ricky Martin foi a Sue, coitada. Depois de um tempo ela tem ficado emocional, de vez em quando tem umas cenas onde dá pra sentir pena dela. E foi assim nesse episódio, tudo porque ela inventou que queria ter um filho. Oi? Tipo, acordou de manhã, olhou pro céu e pensou que aquela manhã seria mais linda com enjôos matinais? /Calado.

Bom, só sei que depois ela deu um jeito de fazer a gente perceber que ela ainda é humana, mas o fato dela querer que o Will fosse o pai que foi meio estranho. Não, ela não tentou seduzi-lo, só queria um pouco do seu suco de otimismo e gentileza, porque queria isso pro seu filho. Eu pensei que era brincadeira, já que o pedido dela pareceu como uma das inúmeras tiradas que a série tem (Como a treinadora de nado sincronizado do McKinley, a parte do balacobaco me rendeu meia hora apenas voltando pra sua expressão Black bitch, que eu tanto amo)

Ainda teve um tempinho pros casais também. Estou falando dos recém-noivos Finn e Rachel. Parece que a noticia sobre o casamento não foi recebida com alegria e confete por algumas pessoas, afinal, não é todo mundo que parabeniza dois adolescentes do ensino médio a viveram juntos pra sempre. Kurt, por exemplo, não poderia deixar o irmão casar com a melhor amiga se eles têm sonhos que precisam ser realizados antes. E eu concordo plenamente e por isso acho que a história ainda vai dar o que falar.

Outro casal que teve momentos foi Sam e Mercedes, a única parte que eu achei desnecessária além do desentendimento da Emma com o Will. Porque sei lá, eles combinam e tudo mais, só que a indecisão da Mercedes é meio... Escrota. Ela gosta dos dois, mas obviamente ama o Sam, por isso contava as horas pro trato de “uma semana sem Sam” terminar logo. E quando terminou, ela ficou com seu namorado ao invés de se entregar. Eu quero ela e o Sam, porque como disse o Johnny Depp: Se você ama duas pessoas, fique com a segunda, porque se amasse de verdade a primeira, não teria uma segunda opção.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Não gostei desse episódio,achei uma merda.Uma sequência de bons episódio,me vêm um episódio com RICKY MARTIN,e sai a merda que esse episódio foi.

    Mas devo concordar,que Santana e Ricky Martin foram demais...Tem como não amar as músicas que a Santana canta?Onde compro o CD solo da Naya?

    ResponderExcluir
  2. Não gostei desse episódio,achei uma merda.Uma sequência de bons episódio,me vêm um episódio com RICKY MARTIN,e sai a merda que esse episódio foi.

    Mas devo concordar,que Santana e Ricky Martin foram demais...Tem como não amar as músicas que a Santana canta?Onde compro o CD solo da Naya?

    ResponderExcluir