quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

[Crítica] Desperate Housewives - 4ª Temporada




Duração: 45 minutos
Nº de episódios: 17 episódios
Exibição: 2007
Emissora: ABC

“Um Dia Na Vizinhança, Pode Ser Um Inferno!”


Crítica:
(Texto com Spoilers)

Sem dúvidas, A MELHOR DE TODAS no quesito TUDO. Fica pra trás somente da primeira, mas é perfeita. Do começo ao fim. Foi na época daquela greve maldita de roteiristas e teve somente 17 episódios, mas se tivesse mais com certeza seria muito mais foda do que foi com apenas os 17.

A grande expectativa do primeiro episódio além de Dana Delany se integrar ao elenco, todas as donas-de-casa do mundo queriam saber se realmente Edie havia se matado por amor. Mas claro, era um golpe de mestre. Até acho que Marc ensinou muita gente a forjar suicídio, muito inteligente e “felomênal”. Depois do susto, a nova vizinha trouxe muito mistério. Sua “filha” não lembrava de Julie, a tia que ficou uns dias na casa dela entrou viva e saiu morta. E por fim a aparição do seu ex fez todo mundo ficar boquiaberto. Porque além de tudo, Katherine também não era má, mas o sofrimento a tornou fria por muitos anos.

O que mais gostei nessa temporada foi Bree fingindo estar grávida. O mais hilário são as cenas em que Orson não percebe mas enfia uma faca na barriga falsa dela. Deixando Ida surtada. No episódio 3 a mãe de Lynnete faz um bolo de maconha, deixando a filha doidona. A cena do jogo de adivinhação é uma das melhores e mais hilárias da temporada. No episódio 6 que é sobre Halloween, a filha de Bree que era quem estava grávida foi fantasiada de Bree. Hilária cena. Katherine deixa a tia morrer porque se ela contasse o segredo naquela altura seria o fim da sua moral, e da sua família. Edie foi rejeitada pelas amigas no episódio 16 porque tentou subornar Bree. Motivo: Ela descobriu que a gravidez de Bree era falsa. Nisso Bree contou as meninas e elas expulsaram praticamente Edie da rua.

E como já tinha virado febre a temporada ter um episódio a LA BANG, Marc Cherry genial resolve trazer um baita de um tornado. E junto com ele claro, trazendo muitas desgraças. O marido de Gaby morre, sabendo claro que ela o traía com Carlos. Com isso também Edie deixa voar todos os papéis das contas bancarias de Carlos os deixando pobre e o destino fazendo Carlos ficar cego. Lynnete vai atrás de Karen na hora da loucura porque Karen foi atrás de seu gato, deixando Tom e seus filhos juntos com Ida no porão de McClausky. Nisso não dando tempo, Lynn e Karen se escondem na banheira da casa de Lynn. Quando ela sai da casa ao final do episódio vê a casa de Karen totalmente destruída. Seu marido e filhos saíram ilesos mas Ida morreu. Dando a Karen no episódio 10 uma das cenas mais lindas. Ela declama um poema lindo antes de Lynn jogar suas cinzas sobre o campo de futebol, coisa que Ida adorava.

Na casa de Bree também acontecia o fervo. Katherine descobriu que o marido a traiu em Chicago, tanto que eles quase se “foderam” porque essa amante veio bem no dia do tornado atormentar, mas coitada acabou sendo levada pelo vento. Mas a magoa de Katherine não foi levada, não. Ela se separou de Adam e continuou sua vida livremente. Até seu ex voltar e tocar o terror. Gaby roubou dinheiro de uma drogada, ela foi parar na casa de Katherine e o doido acabou matando-a. E Bree sem querer acabou entrando na dança, e quando o ex de Katherine quase atirou nela, Katherine abre o jogo e conta que foi por culpa dele que sua filha verdadeira morreu. Ele batia muito em Katherine, ela se separou e então um dia ele deu uma boneca pra ela. E Katherine guardou a boneca em cima do guarda-roupa e a menina foi subir pra pegar o presente do pai e acabou derrubando o guarda-roupa em cima. Matando-a. Katherine então para abafar adotou uma menina parecida, e fugiu de Fairview. Então Adam acabou lutando feio com Adam mas foi Katherine quem o matou. E depois foi lindo ver as vizinhas todas ajudando ela.

Um ponto dramático e forte também foi o câncer de Lynnete. Ela conseguiu emocionar a todos de uma forma sensacional. A cena em que ela coloca veneno pra um bicho morrer, porque estava acabando com sua horta e no mesmo dia que o bicho morre ela descobre que esta livre do câncer. E então ela fica com a consciência pesada por ter matado. Mesmo sendo um pobre animal roedor. Lindo demais toda a reflexão de Lynn sobre sua doença.

Não houve erros. Houve ótimas cenas, e recomendo a todos a comprarem os dvd’s. TUDO é perfeito. Desde a promo, até o minuto final do episódio décimo sétimo. Que teve uma passagem de 5 anos. Mas Marc fez 5 anos avançar, mas elas continuaram as mesmas. As donas-de-casa mais desesperadas da América.



Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. A Edie não vai embora no episódio 15?

    ResponderExcluir
  2. Na 4 temp episódio 9 eu fiquei chateada por terem deixado o gato para o lado de fora nao pensando q a vida dele tbem e importante pra alguem
    Adorei a serie mas notei uma falta de empatia com relaçao a vida que nao seja humana

    ResponderExcluir