quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

[Crítica] Once Upon A Time - 1x10: 7:15 A.M.


A dor nos torna o que somos.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Depois de um episódio mais aleatório, eu temi que a série voltasse para aquele ritmo lento de participações especiais. Felizmente, esta semana, Once Upon a Time voltou a tomar seu ritmo, nos apresentando um interessante episódio que andou bastante com a trama de alguns dos nossos personagens favoritos. E, respondendo aos comentários da crítica passada, também pensei que o forasteiro poderia ser um zé ninguém, apenas mostrando que a maldição está sendo quebrada, mas tenho esperanças que o desconhecido seja alvo de alguma reviravolta. E, depois desta semana, eu tenho quase certeza disso.

Este décimo episódio voltou a focar sua trama na Branca de Neve e o Doppelganger do Príncipe Encantado. Eles tiveram sua história de romance-além-do-tempo iniciada há alguns episódios, mas tudo terminou de um jeito ruim, bem distante do esperando final feliz. E, durante os episódios seguintes, tivemos uma quebra na história destes dois personagens para dar foco em outro - principalmente o sétimo, que foi a Mid-Season Finale. Agora, momento em que a trama não está colocando foco em ninguém, o casal de amados finalmente voltam a ganhar seu merecido destaque.

Achei super fofa a atitude a Mary Margaret (que nome dramático) de ficar perseguindo o James na lanchonete. Sinceramente, ser uma stalker foi tão fofinha. E o mais lindo é quando descobrimos, lá pelas tantas, que o James ia no mesmo horário justamente para encontrar com ela. Eu juro que vomitei arco-íris! Sabe como é, perseguição cruzada não é psicotismo, é amor. Então tivemos todo um drama com uma pomba perdida e uma tempestade - que acabou muito rápido. Eu estava esperando uma coisa devastadora, até porque, todos em StoryBroke estavam agindo como se o próprio tornado estivesse indo na direção deles.

Lá no mundo Tão, tão Distante, acompanhamos mais uma capítulo da saga da Snow White amazônas-guerreira. Depois de ter encontrado com o Príncipe e se apaixonado perdidamente, ela procura o Shrek-Feiticeiro, para tirar na marra o amor de dentro do peito dela. É claro que, antes que ela pudesse beber, uma pomba mensageira chega com uma mensagem de seu grande amor. Mais uma vez, eu morri de pena da Snow White, principalmente quando ela teve que dizer, na cara do Doppelganger que não o amava. Aliás, eu achei que ela foi extremamente convincente. Geralmente as pessoas ficam chorando e não passam muita credibilidade, mas, Snow White, se manteve séria. Eu quase chorei com ela quando a mocinha já virou chorando e indo embora.

E para todos que estavam esperando ela entrada da Chapeuzinho Vermelho, finalmente tivemos uma amostra grátis. Esta ainda não é a história dela realmente, mas ela foi importante para a Snow White, levando frutas para ela na floresta. Tenho quase certeza que foi a Branca de Neve que a ajudou a enfrentar o lobo mau. Sabe como é, não podemos confiar na versão oficial dos contos de fadas e, julgando pela afinidade das duas, elas devem ter passado momentos gloriosos juntas. Mesmo assim, não deve demorar para acompanharmos sua história solo. Só quero dizer que ela é muito mais bonita em Far far away do que na vida real.

Como plano de fundo, tivemos uma aproximação entre a Emma e o desconhecido misterioso. Gostei do personagem e aprovei o clima. Já sentia que a Emma precisava de um outro par, já que o seu primeiro bateu as botas. Malvadona e Mr. Golden não tiveram a mínima importância, mas a Malvadona viu o James e a Mary se beijando no final. Isso deve render bons momentos no próximo episódio, porque, se eu conheço a Malvadona, ela fará alguma coisa bem... malvada. Todos esperando pelo próximo? Então aguardem comigo. OBS: Que anões enormes são aqueles? São maiores que eu.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Quando vi a Chapeuzinho Vermelho em "Far far away", como você diz, eu a achei muito dlç, e até lembrei da Jéssica de True Blood no Episódio final da 4ª temporada vestida como Chapeuzinho. '-'

    ResponderExcluir
  2. Concordo,a Chapéuzinha é mais bonita na terra dos contos de fada por que na vida real aquela maquiagem pesada no estilo gótico não ficou muito bem nela.Não acredito que a Branca tomou a poção,esses anões são enormes e o mais engraçado é que eles eram 8 e não 7.Tbm gostei do personagem misterioso,ele ainda vai render em Storybrooke.Saudades do Graham.

    ResponderExcluir