quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

[Crítica] The Lying Game - 1x13: Pleased to Meet Me

Sutton is back!

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Não apenas ela está de volta, como também os problemas, que por ironia, pareciam terem ido embora pela metade com seu desaparecimento. E depois do final épico do episódio anterior, as coisas deveriam pegar fogo, certo? Claaaaro que não, hello, a série é da mesma criadora de Pretty Little Liars, a enrolação é certa e só continua quem tem paciência.

Ao invés da garota pirar a ferrar tudo, acabamos dando de cara com uma Sutton boazinha, arrependida, que consegue até pedir desculpas pelos seus erros. Tudo isso só pra manter mais a mentira das duas, como se naquela altura do campeonato, as coisas fizessem sentido. Tem alguém querendo matá-las pra ninguém descobrir que são gêmeas, mas elas preferem guardar o segredo? Se fosse eu, saia de mãos dadas por aí esfregando a verdade na cara de todo mundo, quem sabe assim alguém parasse de jogar meu carro dentro de um lago, né?

Mas enfim, vamos ao que realmente aconteceu depois que alguém tentou matar a Sutton? Annie Hobbs – a missing mother – deu uma de nadadora e salvou a filha. Cuidou dela no quarto de um hotel e depois sumiu, porque é melhor ser invisível do que ver as duas filhas juntas e ser feliz (?). Ou seja, ela fez a parte dela como mãe e depois sumiu, só pra gente ter menos respostas do que já temos.

Deixando ela de lado, tivemos o momento cúmplice de um resgate da semana quando o corte na testa de Sutton não a deixou retomar sua vida. Os roteiristas só podiam estar de brinks né? Era só mandar a Emma vazar, dizer que caiu e pronto, mas nãããão, em novela mexicana nunca é tão simples e ela preferiu fugir o episódio todo a ir pelo caminho mais fácil. É claro que ter sua vida de volta significaria tirar Emma da jogada, e por isso a maioria torceu pra Sutton não conseguir, mas ter uma irmã gêmea boa nunca a impediu de fazer o que sempre quis.

No final, não teve jeito mesmo, ela fez o que deveria ter feito e Emma arrumou suas coisas pra ir embora. O que com certeza será resolvido no próximo episódio, já que a Sutton disse que queria ela por perto e não me soou como falsidade. Mas uma coisa é ter a Emma por perto e todos saberem disso e ela fazer parte da família, e outra coisa completamente diferente é tê-la por perto e ficar escondendo a garota como se fosse alguma criminosa, que é o que provavelmente vai acontecer.

Fora a trama central, tivemos uma revelaçãozinha da parte do Justin, que eu já sabia. Porque afinal, só podia ser isso né? O pai da Laurel “matou” a mãe dele e ele foi pra cidade em busca de vingança, mas se apaixonou de verdade pela garota. Se existe algo mais clichê isso se chama “Loira peituda morta na floresta por Jason Voorhees”. Porque né... Já vimos essa história antes e não foi uma e nem duas.

Também teve um mino romance entre o Alec e a Rebecca, o que eu achei nada interessante, porque ele e o senhor Mercer estavam sempre preocupados demais com o que ela podia fazer com tudo o que sabe. Daí de repente, eles decidem recomeçar. E não foram só eles, um tal de Ryan voltou pra cidade só pra fazer a Mads não sair da série e começou a tentar conquistá-la. Comprou a obra de arte que ela queria só pra impressionar. Também já vi isso em algum lugar, mas enfim né? Pelo menos todo mundo ta fazendo alguma coisa, o que é difícil de se ver, com tantos jeitos que podem usar pra explorar o mundo da Sutton e da Emma.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. eu quero tanto assistir esse ep, mas parece que foi tirado de todos os lugares não acho mais link disponível . Se souber algum pode passar ? *-*

    ResponderExcluir