sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

[Crítica] The Lying Game - 1x12: When We Dead Awaken

Será o fim de A Usurpadora?

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Nem tenho palavras pra descrever este episódio. Foi uma confusão só, as coisas se embaralharam, todo mundo deu as caras e teve seus dramas, teve até um tempinho pra descobrir se a Senhora Mercer realmente foi uma mulher chifruda. Mas isso não é ruim, né? Séries precisam de história e reviravoltas pra poderem continuar na ativa, e foi exatamente isso que o episódio nos deu.

Eu só acho o lance da Emma ficar se perguntando se deve ser a Sutton para sempre muito repetitivo. Teria sido também neste episódio, se não houvesse um sub-tópico importantíssimo chamado “O jogo de Mentiras”. Nunca falaram muito sobre isso, mesmo levando o nome da série, só sabíamos que Sutton zoava com os outros e se achava a Rainha do Nilo por ser tão inteligente para o mal. E foi exatamente isso que fez os protagonistas chegarem a conclusão de que o presente recebido por Emma fazia parte de mais um jogo de intimidação da garota, para que quando agisse de verdade, fosse um espetáculo.

O problema é que a gente nem sabia o que tinha acontecido com ela. Porque eu acho que jogar o carro na água e morrer afogada não fazia parte do jogo de mentiras, não é? Mas só pra prevenir, era bom Emma agir. E como ela fez isso? Continuou vivendo a vida da irmã gêmea, visitando faculdades, desconfiando de todo mundo, sempre na proteção de Ethan e Thayer, os dois machos alfa (?) da série que com certeza ainda vão brigar pelo amor dela mais tarde. E o motivo pelo qual Emma aceitou continuar vivendo a vida de Sutton foi para Sutton perceber, sentir inveja e parar com seu jogo de mentiras. É isso mesmo, Evaristo?

Quanto ao caso lenda urbana sobre alguém estar no banco de trás do carro de Sutton quando ele caiu no lago, os primeiros suspeitos já começaram a aparecer. De acordo com uma cena bastante estranha, pode ter sido Derek a mando de Alec. Ele ficou todo nervoso quando Emma foi falar com ele, porque suas palavras tiveram duplo sentido. Pela cara que fez, estava considerando aquele sermão sobre ser um idiota com a Char com “por que você tentou me matar naquela noite?”. O outro suspeito é a Annie Hobbs, pelo menos, foi isso o que os personagens pensaram, mas eu acho que não. Ela ficou louca porque pensou que a filha tinha morrido, daí ela vai lá e tenta matá-la de verdade só pra endoidecer de vez?

Quanto ao resto dos personagens, bom, eles foram mesmo o resto. Alec nunca vai parar de ser intimidante, e parece que com o alcoolismo de sua mãe, Char vai sair da série porque precisa morar com o pai. Eu até gosto da personagem, sempre achei ela meio excluída e bobinha, sempre ficava de fora de tudo enquanto Emma tinha seus milhares de segredos e Mads tinha um caso com seu professor de balé. Queria que ela fizesse algo grande, pelo menos pra marcar a presença dela ali né?

Justin também teve seus momentos, o velho mistério sobre seu passado envolvendo a família Mercer só cresceu depois que ele terminou com a Laurel. A garota ficou arrasada, jogou até dois copos de café nos pés dele tentando assassiná-lo! Haha, não foi bem essa intenção, mas que ela estava mal, isso ela estava. E seja lá o que Justin está planejando, parece ter desistido, pois queimou a caixinha de Pandora que guardava. Seria uma vingança? Ele culpava os Mercer pela morte da mãe?

E falar em culpa, vamos as expectativas do próximo episódio? Mas o que expectativas têm haver com culpa? Bom, normalmente nada, mas com o retorno triunfal de Sutton no fim do episódio, acho que o próximo vai ser decisivo. Sim, ela voltou, pode ter sido das trevas, de umas férias no Hawaii, eu considero até uma Sutton zumbi vingativa que pode querer fazer um The Brain Game delicioso com a sister, mas devemos até semana que vem. É Emma, seu conto de fadas já era.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário