quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

[Crítica] 90210 - 4x14: Mama Can You Hear Me?

Paz e amor.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Ah, sabia que isso iria acontecer. Depois de tanta coisa que aconteceu, sabia que o episódio mais fraco da temporada estava por vir. Bom, é isso que acontece quando as coisas começam a ficar repetidas e a trama não mostra nenhuma reviravolta. Aliás, ao invés de reviravolta, ela mostrar conveniência, e pela primeira vez deixa os fãs acertarem o que vai acontecer na trama.

No começo eu achava legal, mas depois a disputa entre Naomi e Holly ficou cansativa. Era um jogo de vingança sem fim que destruiu o namoro da Naomi, a tirou do conselho grego e agora, neste episódio, fez ela perder o emprego. Porque né, a nova Naomi ficou disposta a fazer Holly e mamãe voltarem ao normal, porque elas se estranham mais que gato e rato. Só que ela acabou fazendo isso num evento importantíssimo. Grande erro Naomi, mas pelo menos você ajudou duas mulheres fortes a se entenderem e perdeu uma arquiinimiga.

E o caso da Vanessa, começamos a torcer por ela? É isso mesmo, Evaristo? Gente, a garota foi a que mais surpreendeu no episódio. Quando eu pensei que ela iria dar uma de vilã pra cima da Annie, ela inverte as coisas, diz a verdade pro Liam e deixa a pequena e chata Annie levar uma bronca. Sim, agora ele sabe que foi ela quem o atropelou, sabe que ela tem problemas com a polícia e eu achei tudo muito digno. A Annie é tão chata que a gente começa a torcer até pra aspirante a vilã.

Quanto ao caso Bebê a bordo, nada de tão interessante foi acrescentado, isso porque o Broken-Hearted Navid deu um jeito de se meter e fazer o problema da Ade e da Silver, seu problema também. Ele convenientemente descobriu que a filha do Greg é a garotinha que Ade deu pra adoção na primeira temporada, e começou a ficar entre elas. Ou ele deixa pra lá essa história e assiste Silver ser feliz com outro – como a vagabunda praticamente propôs – ou ele fala tudo pra Ade.

E vocês sabem pra quem eu torço né? É claro, já foi o tempo em que a Silver era uma boa personagem, ela caiu muito no meu conceito. Não só pelos cortes de cabelo bizarros, mas sim porque ela é a personagem que mais julga. Ela é o centro de tudo, acha que pode esconder um segredo dessa magnitude e quem discordar ela simplesmente chuta pra fora de sua vida. Por isso vibrei no fim do episódio, quando o Navid contou pra Ade, ele está certo. Os segredos arruinaram seu relacionamento com a Silver, e agora que virou o novo BFF da Ade, guardar segredo não é mais uma opção.

E agora? Esqueci de alguém? Ah, claro, Ivy, mas ela apareceu pouquinho como sempre. Pelo menos ela ainda aparece né, porque acho que não vamos mais ter sinal do Teddy. A história dela foi meio chatinha, envolveu o namorado e o emprego que ele quer. Fotografar a guerra igual seu fotógrafo preferido, que por acaso, morreu na explosão de uma bomba. Ela acabou de terminar com um cara com câncer pra namorar um suicida? Vish, ela tem sorte viu...

Pra fechar o post, é claro, a única trama que não comentei. Eu sei, muita coisa acontece e às vezes misturo as coisas, mas eu acho todos os personagens importantes, e eles não são poucos. Sem falar que essa semana Dixon e Austin se juntaram pra destruir a casa da fraternidade da Holly, mas de algum jeito, a casa pegou fogo quando o Austin jogou uma pedra. Agora como isso aconteceu, ninguém sabe, a gente só viu ele quebrando a janela. Talvez tenha acertado uma vela, quem pode dizer? Só vamos saber semana que vem mesmo.

Mas e aí, fãs, o que vocês esperam? Estão dizendo que a série pode ser cancelada, mas eu acho que ainda não é hora. Eu queria pelo menos 6 temporadas, pra ficar algo bonitinho né? Ninguém merece morrer na Season 4, por isso morro de pena de The O.C.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário