terça-feira, 13 de dezembro de 2011

[Crítica] Once Upon A Time - 1x07: The Heart is a Lonely Hunter (Mid-Season Finale)


Um coração quebrado é melhor do que coração algum.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Mas que puta falta de sacanagem é essa? Não, eu me nego a acreditar. Gente, estou em choque! Estas Mid-Season Finales estão acabando comigo. Como se não bastasse o gancho eletrizante de The Walking Dead, agora tenho que viver com mais este. Sinceramente, de todas as séries que eu acompanho, esta foi a Mid-Season Finale que mais me chocou e agradou. Eu não sei explicar! Gosto desta série, mas sempre senti que faltava alguma coisa e este episódio conseguiu preencher toda esta carência e nos deixar com a cara na poeira ao mesmo tempo. Peguem seus lenços, vamos comentar melhor.

Este episódio já começa sem enrolação, mostrando o Xerife brincando de acertar no alvo. Mas quando Emma passa toda se querendo do lado dele, Graham (finalmente aprendi o nome dele, o que deixa tudo ainda mais triste), é obrigado a mudar de rumo. Primeiro que ela estava com uma blusa caidinha no ombro, num estilo mais menininha, diferente da jaqueta de mulher-macho que ela usa (e usou, no resto deste mesmo episódio). Logo de cara tivemos uma beijo e, mais uma vez, fica provado que Emma é especial, ela é borracha firme. Seus beijos são tão poderosos que quebram maldições e trazem de volta a memória.

Bem, pelo menos fleches de memória, por foi só um selinho, então temos que dar um desconto. Somos então, guiados para os ungidos flashbacks, mostrando que o Graham, na verdade, era o Caçador contratado pela Malvadona para arrancar o coração da Branca de Neve. Até aí, sem grandes reviravoltas, eu já sabia exatamente quem ele era (espero ter dito isso em algum ponto das minhas críticas passadas). Conhecemos mais sobre o seu personagem, ele mata uns veados computadorizados e faz um ritualzinho Naa'vi, muito parecido com o apresentado no filme Avatar.

A Malvadona é muito burra mesmo de pensar que um homem nobre como ele poderia matar a floquinho de neve. Eu mesmo não poderia resistir aqueles olhinhos de um cão sem dono (estou falando dela, não dele). O Caçador até que tentou enganar a Malvadona, mas ela, no auge da sua promiscuidade e, com ajuda de suas caixas malditas que só abrem para corações humanos (super preconceito!), a bruxa acabou descobrindo a verdade. Resultado? Arrancou o coração do nosso querido caçador e guardou no lugar reservado para Branca de Neve.

Enquanto isso, no mundo real. Emma se nega a acreditar que está gostando do Graham, mas a Floquinho de Neve, ou Professorinha (como vocês preferirem), alerta que ela está construindo paredes de proteção ao seu redor. Mas nós, espectadores, estamos cansados de saber que a Emma está construindo mais do que paredes, ela está construindo casas inteiras e provavelmente condomínio. Aquela mulher é dura na queda, com certeza. Mesmo assim, temos uma pequena rachadura em sua parede emocional e ela vai atrás do Xerife.

A esta altura, eu estava com uma sensação muito da estranha. A verdade estava aparecendo, os personagens estavam se dando bem e a Emma parecia finalmente seguir o seu coração, mas, assim como o encontro na ponte no episódio passado, eu estava com esta sensação maldita de que tudo daria errado no final. Detesto essa sensação, porque eu sempre estou certo. Não deu outra! Graham e Emma seguiram o lobo interior dele em direção ao cemitério e entraram dentro de um mausoléu. Não acredito que eles não pensaram em empurrar o caixão. Já que estavam ali mesmo, só bastava fazer uma forcinha. Que ódio no meu coração, por causa disso.

Malvadona chegou boladona, achando que é a Rainha dos Mortos e os afastou de lá. Não antes de uma luta física (!!) com a Emma. Eu fui a loucura quando a vadia deu um soco na protagonista da série. Como ela se atreve? Recebeu o que merecia, um soco bem dado naquela fuça dela. Queria que a Emma espancasse ela, mas sabia que deveria ter um certo controle, afinal, ninguém quer se entregar para o lado negro da força. Mas depois do desfecho do episódio, eu não gosto mais da Malvadona. Acho essa mulher uma cretina e espero que morra no final da série!

Porque tanta indignação? ELA MATOU O GRAHAM! Como ela pôde? Aquela nojenta feiticeira. Ele ficou o episódio inteiro falando sobre o seu coração, sobre o fato de não sentir nada. Eu pensei que ele, ao entrar no mausoléu, ele tinha encontrado o seu coração novamente, como se fosse uma coisa mais metafórica. Até porque, foi só entrar no lugar que ele se libertou da Malvadona e eu achei que era isso mesmo que devia acontecer. CARA NA POEIRA! O coração era real e a vaca do mal não teve remorsos em apertá-lo até que virasse pó. Pelo menos tivemos uma cena muito fofa entre o Graham e a Emma. Só acho que depois disso, ela deveria sair distribuindo beijos, porque eles são ótimos para a memória.

OBS: Espero que o Graham volte! Afinal, é uma série mágica, né? Não é possível isso. Foi tão injusto! Eu sempre torci para o Caçador, até porque, ele nunca teve sua recompensa merecida nos contos. Ele ajuda Branca de Neve e ela acaba se casando com o príncipe. Pensei que Once Upon a Time finalmente corrigiria esta injustiça, mas acho que estava errado. Luto!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
5 Comentários

Comentário(s)

5 comentários:

  1. Também estou de luto,adorava o Graham e nem acreditei quando ela o matou(ódio da Malvadona),achei que ele ficaria com a Emma no final da série eles se gostavam de verdade e como você disse o caçador merecia um final feliz,.Queria que ele voltasse mas acho muito difícil de isso acontecer =/

    ResponderExcluir
  2. eu achei meio esquisito o final. Desde o início, a série deixou bem claro (ou pelo menos foi o que nos fizeram pensar) que NINGUÉM, inclusive a Prefeita não se lembrava da vida de contos de fadas e não sabia de nada do que tinha acontecido. Aí de repente, ela entra debaixo do caixão, pega o coração do cara e mata ele! Isso mostra que ela não só lembra que é uma Bruxa, mas que trouxe um pouco de sua magia junto com ela! Espero que eles expliquem melhor isso nos próximos episódios... esperando ancioso pela volta!!!
    obs: adorei seu blog

    ResponderExcluir
  3. Ao contrário do que o Feilppe disse, p/ mim nunca teve claro q ela não lembrava, inclusive p/ mim é claro como ela segue manipulando tudo!

    ResponderExcluir
  4. eles deixaram claro que ela se lembrava... As caras que ela fazia e também o fato de ela ter confiscado o livro do Henry (claro que ele não é fácil e pegou de volta o livro...) deixaram claro.....

    enfim, muito luto!! Tõ puta e triste da vida!!! ela merece morrer mesmo... Aquela vaca!!!
    enfim, gostei da crítica e vou ler mais.....

    ResponderExcluir