quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

[Crítica] 2 Broke Girls - 1x11: And the Reality Check


Quando a neve destrói uma família.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Mais uma semana sem 2 Broke Girls e os fãs não iriam aguentar. Max e Caroline são as responsáveis pelas risadas semanais que melhoram nosso humor e sem elas, nossa única diversão se resume em assistir gatinhos que tocam campainhas no youtube. E eu realmente gostei do episódio inteiro, apesar dele ter sido triste para o Team Chestnut.

Max e Caroline finalmente encontraram problemas em ter um cavalo quando começou a nevar. Caroline achou que isso não iria acontecer, mas como ela não é nenhuma garota do tempo, a neve caiu e comprometeu a vida do pobre Chestnut. Não, ele não ficou a beira da morte, só ficou ridículo com todos aqueles agasalhos de Caroline como se fosse o cavalo de um transformista negro.

A solução veio assim que Peach resolveu entrar num reality show sobre donas de casa e precisou de um animal com defeito pra poder impressionar as pessoas. Conveniente, não? Pois é, pena que o único defeito do cavalo era ficar horrorosa com roupas femininas, mas ele foi escolhido por ela apenas porque pertencia a uma celebridade, Caroline Channing. Finalmente a Peach ajudou as duas e conseguiu ser engraçada ao mesmo tempo. Quem não riu quando ela discursou em sua festa sobre Caroline estar passando por um momento difícil e Max ser alcoólatra?

Assim, Chestnut ganhou um novo lar pra fugir do frio, mas isso rendeu uma cena muito fofa da Max se despedindo dele. Todo mundo sabe como ela é, né? Se faz de forte, tem todas essas frases de efeito, mas por dentro é apenas uma garota chorona que assiste vídeos de gatinhos que espirram e soltam pum ao mesmo tempo. E já tava na hora de mostrarem que não é fácil criar um animal como um cavalo num apartamento no Brooklyn. Pena que ele fazia parte da família e vai deixar muita saudade.

E o que vai acontecer agora? Sem Johnny, sem Chestnut, parece que o circulo está se fechando e a série vai mesmo ter que ficar apenas dentro do restaurante. Mas se tiver boas piadas, tudo bem, o Han é o divo do humor anão e o Earl tem todo aquele jeito de negro que viveu demais, fazendo o personagem ficar bastante engraçado. Quanto ao Oleg, bom, todo mundo que vem da Ucrânia merece ter o contrato estendido, né? Mas eu ainda torço pra aparecer o filhote que canta Bruno Mars.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários: