quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

[Crítica] Glee - 3x07: I Kissed a Girl

Ela beijou uma garota, e gostou.

Crítica:
(Spoilers Abaixo)

Vou ser completamente Sincero, e espero que vocês fãs entendam, mas tem músicas que parecem ter sido colocadas ali apenas pra gente rir daquelas caras de quase desespero dos Gleeks. Não que elas sejam ruins, mas colocar o Finn pra cantar Girls Just Wanna Have Fun é no mínimo broxante, quem diria estragar Fuckin’ Perfect da Pink na voz do Kurt, que não combinou nadinha. Aconteceu muito isso na segunda temporada, mas eu relevei, até agora. Eles não podem simplesmente colocar o Kurt pra cantar Fuckin’ Perfect só porque a série é preconceito zero. Acho que cada um deles combina com certo estilo, e nem sempre acertam.

E com apresentações fracas começou este episódio, estava todo mundo querendo fazer a Santana se sentir bem com uma melação sem tamanho. É claro, as músicas fizeram ela ficar mais sensível e apreciar o que seus amigos estavam fazendo por ela, principalmente Finn, o mais interessado em fazê-la sentir que era normal gostar de pessoas do mesmo sexo. E já que o tema era beijar garotas, é claro que a musica celebre de Katy Perry que idolatra o lesbianismo não poderia faltar, e com certeza foi a melhor música do episódio.

Outra boa apresentação foi a de Puck, finalmente gostei de uma musica que ele canta, porque geralmente deixam coisas melosas demais que não combinam com o personagem e nem com aquele moicano. E eu sei que suas musicas sempre querem dizer algo sobre suas tramas, mas dessa vez achei que foi bem mais legal. Parece que eles vão ficar nesse triângulo Puck, Shelby e Quinn, porque isso está longe de acabar, principalmente agora que Quinn já sabe o que ele sente pela professora e olhou pra ela com cara de “a meia noite levarei sua alma e minha filha”.

E já que estamos falando de triângulos, como não comentar a insaciável disputa entre Sue e Beiste pelo coração de Cooter. Ta aí uma coisa que eu nem imaginaria que iria acontecer. Finalmente Sue saiu do clichê e parou de atormentar o Glee Club para ter sua própria história, apesar de que no fim, é tudo capricho. Ela perdeu as eleições pro Burt, e muitas outras coisas que entraram na sua lista e eu não lembro, mas ela já deixou claro que não vai perder o Cooter pra ninguém. E pra quem vocês acham que eu vou torcer? É claro, Beiste tem que ganhar, mas depois jogar o Cooter fora, porque um homem que fica com Sue Sylvester realmente não vale a sapatão que chupa.

Mas nem tudo envolve romance, não é? Porque depois que Kurt perdeu as eleições para Brittany, a coisa ficou meio pesada. Tudo porque ele deu a idéia de trapacear a Rachel e a garota, desesperada pra ir para NYADA com ele, fez exatamente o que o garoto propôs. A conclusão disso tudo foi bastante merecida, apesar das intenções de Rachel terem sido boas. Ela vai ser suspensa por uma semana, vão postar o ocorrido no seu registro permanente, e o castigo mor, preparem-se: Ela não vai poder disputar nas Regionais. Isso sim é castigo, né Rachel? Você não sabe que de boas intenções o McKinley High está cheio?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. "a meia noite levarei sua alma e minha filha"? RI MUITO!!! My gosh, de onde tu tira essas?
    P.S: faz logo a crítica de American Horror Story ;)

    ResponderExcluir
  2. Muito boa sua crítica...a melhor que encontrei de glee até hj!

    ResponderExcluir
  3. Na verdade,a Rachel não vai poder participar das Sectionais.
    Sua critica ta incrivel,parabens,adoro suas criticas!

    ResponderExcluir