domingo, 6 de novembro de 2011

[Crítica] A Breve Segunda Vida de Bree Tanner



Autor: Stephenie Meyer
Editora: Intrinseca
Lançamento: 2010
Título Original: The Short Second Life of Bree Tanner

Crítica:

Eu sinceramente não vejo motivos pra este livro existir. Primeiro, porque todos já sabemos o final, que foi contado em Eclipse. Depois porque não acrescenta nada na história de Bella, Edward ou Jacob. E ainda querem fazer um filme deste livro, só pra ganhar mais dinheiro. Espero que não cometam este erro, porque a história precisa parar em Amanhecer, pelo menos a saga do cinema.

Lembram da recém criada que foi protegida pelos Cullen no final de Eclipse, mas depois foi morta pelos Volturi? Pois é, o livro é sobre ela e conta a história de como Victoria e Riley planejaram seu ataque a cidade de Forks e como ela lidou com o novo mundo que foi obrigada a pertencer.

Não, o livro não é ruim, mas como eu disse, não acrescenta em nada. Do que adianta saber a história dela de recém criada se sabemos o final? Se ela pelo menos tivesse tido uma chance em Eclipse pra fugir, aí sim, o livro poderia dizer o que aconteceu após os acontecimentos de Eclipse e seria bem completo. Mas no livro não tem nada que já não soubéssemos. A quase história de amor que ela teve com um recém criado foi até bonitinha e com certeza convincente, talvez este seja o ponto mais alto da história.

Victoria também aparece ao lado de seu brinquedinho Riley, felizmente apareceram em cenas de valor e não deixaram a desejar. A coisa mais estranha de tudo foi Bree achar o beijo de Victoria e Riley nojento, ela disse que era quase como duas pedras se movendo. Além de não poder andar no sol agora os vampiros não podem mais beijar? Sério Bree, você deveria ter aproveitado mais sua breve vida como eles dois. Era fingimento, mas pelo menos Riley foi feliz antes de encontrar seu cruel destino.

E o livro é bem pequeno, qualquer um consegue ler em poucas horas. Tem romance, carnificina, revelações não tão revelações e um triste fim. Até hoje me perguntou o que teria acontecido se Bree tivesse ficado com os Cullen, se ela faria alguma diferença em Amanhecer ou se simplesmente tivesse tido a chance de fugir dali e viver sua pós-vida como uma vampira qualquer. Ou se tivesse encontrado m caçador de vampiros, coisa que eu esperei, mas nenhum livro da saga explorou.

Significado da Capa: Significa a vida de Bree, quase para acabar, numa forma de ampulheta onde a areia toda está quase descendo, indicando o fim.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário