quinta-feira, 14 de abril de 2011

[Crítica] Pânico 2


Direção: Wes Craven
Ano: 1997
País: EUA
Duração: 120 minutos
Título original: Scream 2

Crítica:
Texto com Spoilers!

Como diz a tagline, "Alguém está levando seu amor por sequências longe demais". Um ano depois do mega sucesso nas bilheterias e criticas provocado pelo primeiro filme, surge uma inevitável sequência. Sim! O terror dos fãs. Aqueles que nunca confiam em boas continuações e já têm uma frase formada na cabeça "irá manchar a imagem do original". Floparam de novo! Esse sequência é de matar.

Nesta parte 2, voltamos a acompanhar o drama de Sidney, ainda perseguida pelo assassino Ghostface. Depois de matar os dois assassinos do filme anterior, Sid viveu tranquila até que um filme chamado A Apunhalada (baseado nos acontecimentos do original) desencadeia um série de novas mortes. Agora ela terá que se unir a Gale, Dewey e Randy (sobreviventes do primeiro) para descobrir quem é o novo maníaco do momento. Enquanto isso, a lista de possíveis suspeitos diminui enquanto o sangue aumenta...

O primeiro acerto de Pânico 2 é trazer toda a equipe e sobreviventes do original. É muito mais legal quando podemos acompanhar mais um pouco o sofrimento de personagens conhecidos. E é, justamente, nesta sequência que a Gale parece ter sorte ilimitada. Alguém pode me explicar como ela consegue se salvar dos ataques? Sim, o Dewey ajuda ela. Então alguém pode me dizer porque ele nunca é esperto o suficiente para se livrar dos ataques a ele? Enfim...

Temos duas personagens secundárias que merecem destaque neste filme. A primeira é a Cici, interpretada por Sarah Michelle Guellar. Não durou muito no filme, mas até hoje é lembrada pelos fãs. Sem contar que a safada conseguiu o mérito de morrer em duas famosas franquias de terror. Pânico e Eu sei o que vocês Fizeram no Verão Passado. Sendo que sua participação no segundo filme citado é muito mais emocionante. Outra personagem que merece destaque é a garota morta na cena inicial, no cinema. Engraçado vê-la falando de como as branquelas são burras e tals. Resultado: Acaba morta como uma.

Temos mais uma menos a melhor amiga, o namorado suspeito, o chegado em filmes entre outras carnes frescas. Vocês já devem saber muito bem o que acontece com ele, né? Não precisa ter grande criatividade. Porém, gostei mais dessa melhor amiga do a Tatum (do original). É porque essa tem a oportunidade de passar um sufoco ao lado da Sid, deixando o espectador em dúvida se ela tem alguma esperança de sobrevivência.

Outra coisa que merece ser comentada é a exclusão de roteiro a alguns personagens. Por exemplo, o Randy. Ele foi um dos sobreviventes do filme anterior, e mal consegue chegar na metade deste. Foi realmente um choque para os fãs que gostavam dele. Apesar de toda essa tensão, a continuação tem uma presença mais "negra", com vários personagens representando a cor e fazendo piadinhas sobre branquelos.

Não gostei muito da revelação do assassino, mas achei válido. Se parar para pensar poderia ter sido algo muito pior. Mas senti uma vibe Sexta-Feira 13 muito forte e isso não foi legal. Não gostei, pelo fato de não que uma mulher velha não é tão eficaz quanto um garoto jovem. Apesar dela ter sido uma maluca. No fim das contas representou bem as mulheres psicóticas do mundo, sendo até agora, a única assassina mulher da franquia.

Sequência tão forte quanto o original. Gostei muito das cenas da Gale e Dewey juntos. Estão ainda mais carismáticos neste. Dewey se fazendo de difícil, mas todos sabem que ele ama aquela mulher. E por falar nisso, que sequência de perseguição fantástica que eles protagonizam no meio do filme. Realmente uma parte 2 digna de aplausos. Quem curte?

Trailer Legendado:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Filme inesquecível!!! Amo todos os filmes da série, mas esse é o melhor para mim! Nada supera a cena de exorbitante tensão em que Sidney tem que sair do carro, passando antes por cima do assassino desmaiado!

    ResponderExcluir