Especial

Foto:

[Crítica] Sexta-feira 13 (2009)


Direção: Marcus Nispel
Ano: 2009
País: EUA
Duração: 97 minutos
Título original: Friday the 13th

Crítica:

Bem-vindo à Crystal Lake.

Um dos filmes de terror mais esperados de 2009, com certeza foi o remake/reboot de "Sexta-feira 13". A opinião dos fãs ficou completamente dividida entre os que amaram e os que odiaram, mas os recordes de bilheteria mostraram que Jason ainda tem muito potencial...

A história do filme é simples (como sempre) e, de acordo com a linha cronológica da franquia original, começa mostrando os eventos do final do primeiro filme. O confronto entre Alice e Pamela, mãe de Jason. Uma tomada muito interessante, pois além de orientar quem não conhece a história, adiciona uma coisa que não é mostrada no original de 1980. Jason estava lá, e assistiu a morte de sua mãe.

Depois dessa primeira parte, o filme ainda é tem mais uma divisão e, primeiramente, mostra um primeiro de jovens, mas eles ainda não serão as principais vítimas. Depois de mandar para o saco todos (ou quase) deste grupo, somos finalmente apresentados para o prato principal. Que é praticamente o mesmo grupo de jovens e um motoqueiro que procura sua irmã (que estava na primeira leva de corpos). Não preciso dizer que o sangue rola solto...

De acordo com os produtores, o filme não estaria recontando a história do original, mas sim juntando as histórias do quatro primeiros filmes em um só. Porque eles achavam que os fãs da série não iriam querer ver a mãe de Jason, os fãs queriam ver a LENDA viver de novo. E eles tinham total razão. Ao decorrer do remake, dirigido pelo ótimo Marcus Nispel, vemos várias homenagens e mortes já conhecidas.

Um ponto que revoltou os fãs, foi o fato de Jason manter uma vítima em cativeiro. Eu achei completamente cabível, tem motivos para isso acontecer e até a "Parte 2", da franquia original, tinha usado esta idéia (mas no remake ela é ampliada). Outra situação que gerou desconforto, foi o fato de Jason correr (sim, ele corre...corre mais que eu). Devo admitir que gostei muito de ver Jason correndo e caçando, um verdadeiro predador nas florestas de Crystal Lake.

Outra coisa que ninguém comenta é que resgataram o melhor dos primeiros filmes do assassino da máscara de hóquei. É difícil identificar quem será a garota sobrevivente, o roteiro nos engana e eu achei muito legal. Sem contar o filme, que volta a ser "surpreendente", com Jason fazendo sua volta triunfal, puxando uma sequência. Nota 9,0.

Trailer Legendado:

Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário