Especial

Foto:

[Crítica] O Lobisomem


Direção: Joe Johnston
Ano: 2010
País: EUA
Duração: 119 minutos
Título original: The Wolfman

Crítica:

Quando a lua está cheia, a lenda ganha vida.

Remakes, refilmagens e reboots. Não importa realmente. Se começar com "Re" certamente será apedrejado. O foi justamente isso que aconteceu com este ótimo remake do grande clássico dos anos 40, O Lobisomem. Para aqueles que não sabem, esta crítica já havia sido postada há alguns anos, mas também ganhou o seu "remake", sendo reeditada e repostada nos dias atuais. E porque isso? Porque acaba de ser lançado a sequência indireta/ Spin-off, direto para a TV, chamada Lobisomem: A Besta Entre Nós. Bem, primeiro vamos nos focar neste remake, que passou por diversos problemas até poder ver a luz da lua...

A história gira em torno de Lawrence Talbot, que guarda um trauma de infância relacionado com a morte de sua mãe. Depois de muitos anos afastado do lugar onde nasceu, ele recebe uma carta de Gwen, esposa de seu irmão, para ajudá-la a encontrá-lo. Não demora muito para o corpo de seu irmão aparecer e Lawrence decide procurar pelo seu assassino, onde acaba encontrando um terrível destino para si mesmo. Em paralelo, algo aterrador e sombrio está matando animais e pessoas da região. Depois de ficar cara a cara com a criatura e sobreviver, Lawrence terá que lidar com uma maldição que toma forma durante a lua cheia. Ele terá que arranjar um jeito de acabar com ela, antes que acabe com as pessoas com quem se importa...

Não precisa ser um gênio para adivinhar que os fãs do original simplesmente acharam a ideia de fazer uma nova versão totalmente insuportável. Sério mesmo, gente? É mesmo um pecado fazer uma nova versão quase uns oitenta anos depois? Eu respeito a opinião de todos, mas não tenho certeza que não gostaria de assistir o original. Fico imaginando eu me sentando para assistir atualmente e é uma visão que simplesmente não me desce. Podem me chamar de escravo da tecnologia, mas acho que o remake teve uma oportunidade única de introduzir os efeitos visuais atuais. Respeito demais o original, é claro. Ele conseguiu virar um clássico e surpreender com os pouquíssimos recursos disponíveis da época.

Mas eu tenho certeza que não dá mais medo algum a uma pessoa que assiste atualmente. Levando isso em conta, sou totalmente de acordo com uma nova versão e estava muito empolgado com esta. Afinal, um grande estúdio por trás de uma produção de lobisomem poderia ser uma coisa única, já que o orçamento permitiria o uso dos mais avançados efeitos visuais. Neste aspecto, a produção me decepcionou nem um pouco. Tivemos o prazer de acompanhar uma besta desumana correndo com uma agilidade mortal pela floresta escura e traiçoeira. Só não gostei de algumas tomadas bobas do lobisomem, principalmente das que mostravam bem o seu rosto enquanto estava em movimento.

É claro que temos vários outros pontos positivos, como a maravilhosa fotografia. É completamente sombria e a ideia da produção de passar na época da Inglaterra Vitoriana, deu um charme todo especial para o filme. Temos diversos cenários enormes, ricos em detalhes, como a enorme mansão em estilo gótico da família protagonista. E não tem como falar nos pontos positivos sem mencionar a atuação do elenco. Benicio Del Toro, Anthony Hopkins e Emily Blunt estão perfeitos em seus papéis. Hopkins ainda tem ótimos momentos no terceiro ato. Muito digno de se acompanhar!

Esse é um ótimo filme de lobisomens, daqueles que não se vê a anos. Eu fiquei realmente impressionado. Alguns podem alegar que não é muito assustador, mas todos têm que admitir que os ataques da criatura são muito bem feitos e ferozes. Ele é tão rápido que só conseguimos ver um vulto dele passando pela tela, o que é bom, para manter um mistério e manter a curiosidade do público. Uma das partes mais esperadas, é a cena da transformação de um personagem em besta. Apesar de ter sido feita com a ajuda dos efeitos de computação gráfica, os efeitos estão perfeitos, com direito e closes e muitos detalhes. Além disso, o terceiro ato é muito interessante, onde todos os personagens se encontram correndo pela floresta a mercê de um grande perigo. Vale muito a pena assistir, eu recomendo.


Trailer Legendado:

Comentário(s)
3 Comentário(s)

3 comentários:

  1. vanessa vasconcelos reznor7 de outubro de 2012 21:46

    nossa,nem fiquei interessada antes,mas vc falou muito bem desse filme que agora eu fiquei afim de ver.

    ResponderExcluir
  2. Amei esse filme pena que foi um fracasso quando lançou e custou muito caro, mas é um filme muito misterioso e bem feito merece ser assistido!

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo em tudo, o filme original é bom, mas sem comparação com este. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir